Canadá: Gigante de varejo de jóias Birks Group começa a aceitar Bitcoin em oito locais

Principal fabricante e varejista de jóias canadense, o Birks Group começou a aceitar Bitcoin (BTC) através de uma parceria com o processador de pagamentos norte-americano BitPay, confirmou a empresa em um comunicado de imprensa de 28 de novembro.

A Birks, que opera desde 1879, inicialmente aceitará a maior criptomoeda em oito de suas 30 lojas domésticas no Canadá.

Sete já estão atendendo os pagamentos do Bitcoin, com a instalação chegando às últimas lojas Graff e Patek Philippe da empresa em Vancouver "em breve".

Comentando sobre o movimento, Jean-Christophe Bédos, presidente e CEO do Grupo Birks, descreveu a decisão como sendo de "grande significado".

“A BitPay beneficiará nossos clientes à medida que procuramos nos alinhar com esses recursos inovadores que estão na vanguarda da tecnologia”, disse ele.

Como a Cointelegraph reportou, a tecnologia de blockchain subjacente do Bitcoin tem visto vários casos de uso no rastreamento de materiais na indústria de joias, com startups dedicadas focando em usá-lo para aumentar a transparência da cadeia de suprimentos de diamantes.

Em outubro, a Alrosa, maior produtora de diamantes do mundo, juntou-se a um desses pilotos de rastreamento de blockchain na forma de De Beers’ Tracr.

"O Birks Group tem um grande número de compradores internacionais, portanto, permitir que eles paguem em bitcoins faz todo o sentido", acrescentou o diretor comercial da BitPay, Sonny Singh.

A BitPay está atualmente envolvida em controvérsias sobre suas práticas de segurança após a descoberta que um desenvolvedor injetou códigos maliciosos em sua carteira Copay nesta semana.

Embora ainda não esteja claro se a vulnerabilidade foi explorada nos três meses desde que foi criada, os números do setor de criptomoeda foram rápidos em relegar ao desprezo na empresa.