Primeira 'ação Bitcoin' com zero de fiduciário do mundo já está disponível no Bloomberg Terminal

Duas empresas europeias lançaram o que eles descrevem como a primeira ação genuínamente Bitcoin (BTC) do mundo, confirmaram elas em um comunicado de imprensa conjunto de 3 de julho.

A Argento, com sede em Luxemburgo, uma empresa de securitização, uniu forças com a London Block Exchange (LBX) para emitir o título denominado em Bitcoin, que é regulado pela agência reguladora do Reino Unido, a Financial Conduct Authority (FCA).

“Estamos entusiasmados por termos estruturado e produzido o primeiro produto financeiro denominado em Bitcoin de nível institucional do mundo”, comentou o gerente da Argento, Phil Millo.

"Os grandes bancos de investimento realmente deixaram a bola cair nessa."

O título Argento-LBX representa o primeiro em produtos de criptomoedas regulados, na medida em que não contém exposição fiduciária para os investidores. Ele está prontamente disponível via Bloomberg Terminal e é o primeiro produto cripto a ter seu próprio código ISIN.

Várias durações estão disponíveis, com a Argento as chamando por fenômenos específicos de cripto, como "FOMO", "HODL" e "MOON".

A HODLers, diz a LBX, forma um dos principais mercados-alvo do título.

"Este é um excelente produto para pessoas que têm Bitcoin no momento e não planejam vendê-lo nos próximos anos ...", disse o CEO Benjamin Davies.

"Agora, pela primeira vez, eles têm uma maneira institucional de fazer suas carteiras crescerem sem expor seu Bitcoin às oscilações dos tradicionais mercados de moeda fiduciária".

Anteriormente, os governos de vários países em desenvolvimento haviam dito ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que estavam interessados ​​em emitir títulos vinculados ao Bitcoin.