Moeda Parecida com o Bitcoin Apenas para Brancos Aparece na África do Sul

Um controversO bastião racialmente segregado na Província do Noroeste da África do Sul que opera fora das leis do país agora está buscando atualizar sua moeda fiduciária funcional para uma versão digital.

Orania, uma pequena cidade nas regiões remotas da África do Sul tem cerca de 1.400 moradores que vivem em auto-suficiência com leis rigorosas sobre a composição de sua população étnica. Atualmente, 97% cento da cidade é branca, em um país onde o grupo demográfico tem apenas 10% em todo o país sendo classificado como branco.

Bastião Apartheid

Criada em 1991 por africâners em terras privadas, antes das eleições democráticas que levaram a África do Sul ao mundo moderno em 1994, Orania foi criada como um bastião para os crentes nos princípios cruéis e desumanos do Apartheid continuarem a existir.

Como uma cidade auto-suficiente, Orania introduziu sua própria moeda denominada Ora em 2004 com a esperança de promover gastos locais e aumentar a pequena economia da cidade. Agora, com o boom das moedas digitais, Orania espera implementar esta tecnologia de pensamento avançado em suas formas socialmente atrasadas.

Esta não é a primeira vez que uma micronação autoproclamada faz uma incursão na moeda digital, enquanto a Liberland, às margens do rio Danúbio na Europa, também fez algo semelhante às moedas digitais. Outro exemplo é a Liberstad na Noruega, que parece ser uma cidade inteiramente administrada de forma privada, com um sistema monetário descentralizado

Ora vira E-Ora

A Ora atualmente funciona como um token ou voucher com os usuários que se beneficiam de preços de desconto na cidade. É claro que ela não é reconhecida pelo banco central sul-africano, no entanto, dentro do Orania, ele pode ser negociado por rands sul-africanos no chamado banco central a uma taxa de um por um.

O próximo passo para Orania é acabar totalmente com a moeda fiduciária da cidade e assim remover taxas de transação que estão diminuindo o uso da moeda interna.

Dawie Roodt, economista-chefe do Efficient Group, uma consultoria financeira que espera ajudar a cidade a reduzir os custos de transação do Ora de papel, diz:

"Se você pode reduzir o custo da transação, você pode aumentar substancialmente a atividade econômica".

Assim como o Ora está muito distante do dólar, ou até mesmo o rand sul-africano, o E-Ora estará muito longe de algo como o Bitcoin, mas as pessoas do Efficient Group esperam usar dicas e métodos das moedas do Blockchain no design desta moeda digital.

"Há mudanças tecnológicas significativas ocorrendo no espaço financeiro - como o Bitcoin", comentou Roodt, ao aludir o Bitcoin sendo a base sobre a qual essa moeda pode ser construída.

Destaca os benefícios

Apesar dos óbvios crimes sociais e humanitários que Orania revela, a cidade pequena atua como um estudo de caso interessante quanto ao valor de uma moeda digital completa em um nível micro.

A esperança é que a moeda digital acabará com as taxas envolvidas na impressão e transferência do sistema de moeda corrente atual, impulsionando a economia à medida que as pessoas investem inteiramente no E-Ora virtual. Isso, por sua vez, aumentará a economia da cidade e poderia muito bem ser uma lição microcósmica econômica - mas definitivamente não é uma lição social.

James Kemp, do Movimento Orania, 35, diz:

"Eu sou um jovem, eu estou acostumado principalmente a usar o banco online e as vantagens que vêm com isso. Então, se eu posso ir mais longe e construir minha própria economia com isso, eu definitivamente gostaria de fazê-lo".


Siga-nos no Facebook