Venezuela bate recorde semanal de trade de Bitcoin com 114 bilhões de bolívares

O negócio de Bitcoin (BTC) bateu um novo recorde na Venezuela, enquanto a hiperinflação do país prossegue destruindo a economia.

Volume do Localbitcoins cresce 48%

Dados publicados em 2 de setembro pelo recurso de monitoramento Coin Dance, que rastreia os volumes de negociação nas plataformas de exchanges cripto P2P, mostraram que os venezuelanos negociaram mais na semana passada do que nunca.

Nos sete dias que foram encerrados em 31 de agosto, 114 bilhões de bolívares soberanos (VES) mudaram de mãos apenas no Localbitcoins.

Esse número supera o recorde anterior estabelecido na semana anterior em 77 bilhões. Em termos de Bitcoin, no entanto, o aumento foi muito menor, passando de 465 BTC para 533 BTC.

Venezuela Localbitcoins trade volume

Volume de trade no Localbitcoins na Venezuela. Fonte: Coin Dance

Autoridades tenta encontrar caminhos para o sancionado Petro

Como o Cointelegraph relatou, as recentes altas semanais no trade de VES ressaltam a fraqueza da moeda venezuelana à medida que uma se desvaloriza frente a outra.

De fato, a taxa de inflação caiu em julho, depois que o governo implantou controles financeiros. Embora já tenha batido em 10 milhões por cento antes, a taxa anual de inflação de julho foi de mais de 265.000%, informou a Reuters em agosto.

O governo ainda está tentanod empurrar sua controversa moeda nacional, que inclui a moeda digital emitida pelo estado Petro. Na semana passada, um sistema de remessas para Petro foi lançado, mas suas perspectivas de uso permanecem incertas na sequência de amplas sanções contra o token.

Um acordo para permitir que uma das maiores redes de lojas de departamento da Venezuela, a Traki, aceite pagamentos de criptomoeda foi concluído na semana anterior.