Nova moeda nacional venezuelana subsidiada pelo Petro começará a circular em agosto

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que a nova moeda nacional apoiada pela criptomoeda do país começará a circular em 20 de agosto, informou a agência de notícias local Telesur em 25 de julho.

A Telesur informa que a nova moeda, o Bolívar Soberano (Soberano Bolívar), terá cinco zeros a menos do que a moeda nacional existente, o Bolivar Fuerte (VEF), e será ancorada à moeda digital da Petrro (PTR). O Petro foi lançado pelo governo da Venezuela em fevereiro deste ano.

Maduro observou que a medida pretende alinhar o sistema financeiro e monetário do país “de maneira radical”, afirmando que a reconversão e ancoragem do Petro é uma “grande esperança” para o desenvolvimento de um “modelo econômico produtivo, diversificado e sustentável”.

O presidente disse ainda que a medida pode ajudar com a inflação, a escassez de caixa, além de mitigar as longas filas nos caixas eletrônicos que se tornaram rotina para os venezuelanos.

Maduro expressou confiança contínua no Petro, declarando que a moeda digital apoiada pelo Estado “acabará sendo consolidada tecnológica e financeiramente” e abraçará “toda a atividade econômica nacional e internacional”.

Enquanto isso, a reconversão foi criticada por vários especialistas financeiros, com o economista Maxim Ross afirmando que a medida "não resolve nada", informou a Local 10 News em março.

O legislador e economista da oposição, Angel Alvarado, também falou criticamente sobre a medida, dizendo à CNBC que "tirar zeros do dinheiro não conserta nada", e na verdade não vai combater a inflação na economia.

No final de 2016, a Cointelegraph informou que o bolívar venezuelano havia sofrido um forte declínio de valor em meio à alta inflação, que supostamente levou os venezuelanos a começar a comprar Bitcoin (BTC).

Recentemente, o governo venezuelano iniciou vários projetos sociais financiados pelo Petro. No início de julho, o Ministério do Habitat e Habitação revelou planos para iniciar um programa de construção de moradias para os desabrigados, financiado pelo Petro. Em maio, o presidente Maduro anunciou o lançamento de um banco de cripto subsidiado pelo Petro para apoiar iniciativas de jovens e estudantes.