Stablecoins lastreadas em USD batem novo recorde em volume de negociação, com o USDT dominando o mercado

A empresa de pesquisas em criptomoedas, Diar, indica que a capitalização de mercado das stablecoins lastreadas em USD atingiu novos recordes e ultrapassou os US$ 4 bilhões, de acordo com seu mais recente relatório semanal publicado em 21 de maio.

As stablecoins atreladas ao dólar registraram uma capitalização de mercado de quase US$ 4,3 bilhões, de acordo com os dados do Diar. O relatório também revela um aumento nos volumes de negociação das stablecoins, com o USDC da Coinbase e Circle registrando um aumento de 130% no volume entre abril e maio, atingindo neste mês US$ 3,6 bilhões (em comparação com US$ 1,6 bilhão em abril).

Como Diar observa, o aumento do volume de comércio do USDC desde janeiro de 2019 é de 435%.

O TrustToken em dólar - apesar de reportar um aumento mais lento em volume no comparativo mensal - superou o USDC em termos de volumes de negociação absolutos, registrando US$ 3,8 bilhões em maio até agora, em comparação com US$ 2,88 bilhões em abril.

Apesar das grandes performances, o Diar observa que a robusta e controversa stablecoin Tether (USDT) ainda detém a maior parte do mercado, com os volumes negociados neste ano excedendo US$ 1,3 trilhão - já US$ 200 milhões acima de todo o ano de 2018.

USDT trading volumes 2015— 2019 (Jan-May only)

USDT Volume de negociação 2015— 2019 (Janeiro-Maio apenas). Fonte: Diar.

O Diar, no entanto, afirma que, fora das exchanges centralizadas, o amplo uso das stablecoins tem demorado a ganhar força. Enquanto o USDC registrou um aumento de 540% em endereços ativos na cadeia desde o início de 2019 - com TrustUSD postando crescimento similar - os endereços com pico absolutos para as duas moedas foram limitados a 5.500 por dia, observa o relatório.

Como observa o Diar, a Coinbase fez uma recente oferta para ampliar sua base de negociação de stablecoin expandindo as operações do USDC para clientes em 85 países - ao mesmo tempo, adicionando mais 50 jurisdições à sua cobertura de negociação cripto-cripto.

Mesmo ainda dominando o mercado, o Tether segue gerando controvérsias. A stablecoin recebeu novas críticas por ter apenas 74% de reservas em USD. O emissor da stablecoin também está atualmente batalhando em uma grande acusação da Procuradoria Geral de Nova York por suposta má conduta junto com a exchange de criptomoedas Bitfinex.