Startup dos EUA lança hardware para armazenamento de criptos que funciona em bandeja SIM de celulares

A startup norte-americana VaultTel lançou um hardware para armazenamento de criptomeodas projetado para ocupar o espaço de um cartão SIM em celulares, de acordo com um comunicado da empresa divulgado nesta quarta-feira, 6 de março. 

A solução, que combina um aplicativo móvel e um chip apelidado de Cartão VaultTel, será vendida nos EUA a partir de hoje e "imediatamente expandida" para países europeus por meio da subsidiária da VaultTel no Reino Unido.

Segundo o comunicado, a carteira usa biometria junto com o padrão de criptografia militar AES 512.

De acordo com a empresa, os usuários podem bloquear o uso do SIM VaultTel para um único dispositivo e para uma localização geográfica específica.

Para armazenar fundos, os clientes podem inserir o cartão VaultTel dentro da bandeja do cartão SIM não utilizada - no caso de capacidade dual SIM - ou conectar o chip ao telefone por meio de um acessório, como um dongle (hardlock). O aplicativo móvel correspondente permitirá que os usuários façam interface com seus fundos armazenados.

Em fevereiro, após semanas de rumores e especulações, a gigante sul-coreana Samsung anunciou oficialmente no Mobile World Congress que seu novo smartphone, o Galaxy S10, incluirá uma carteira digital que suporta o Bitcoin (BTC), o Ethereum (ETH), o token COSMEE. (COSM) e o token Enjin (ENJ).

Em janeiro, a empresa de hardware para carteiras de criptomoedas Ledger apresentou sua nova carteira baseada em Bluetooth, a Ledger Nano X, que tem capacidade para armazenar 100 cripto ativos diferentes. No mesmo mês, a empresa lançou o Ledger Live - um aplicativo móvel para Android e iOS que permite aos donos de wallets Nano X usar sua carteira sem a necessidade de um cabo através de seu dispositivo móvel e uma conexão Bluetooth.