SEC dos EUA lança novo olhar sobre a proposta de ETF da Bitwise

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) está revendo sua decisão de rejeitar o ETF (Exchange Traded Fund) de Bitcoin (BTC) da Bitwise Asset Management e da NYSE Arca.

Dando uma segunda "olhada"

Em um anúncio de 18 de novembro, a comissão disse que os pedidos de ETF da Bitwise Asset Management e da NYSE Arca retornarão à revisão, após a rejeição anterior por não atender aos requisitos necessários.

Em outubro, os reguladores dos EUA disseram que os candidatos não cumpriam os requisitos necessários em relação a possíveis manipulações de mercado e atividades ilícitas. A SEC escreveu na época:

"A Comissão está desaprovando essa alteração de regra proposta porque, conforme discutido abaixo, a NYSE Arca não cumpriu sua carga sob o Exchange Act e as Regras de Prática da Comissão para demonstrar que sua proposta é consistente com os requisitos da Seção 6 (b) do Exchange Act ( 5) e, em particular, a exigência de que as regras de uma bolsa de valores nacional sejam projetadas para evitar atos e práticas fraudulentas e manipuladoras.”

Preocupações contínuas sobre manipulação de mercado

Uma das principais preocupações do regulador ao avaliar novos ETFs baseados em commodities é estabelecer se o mercado é resistente à manipulação. Na ordem da SEC que rejeitou a solicitação da Bitwise, os comissários escreveram que as evidências apoiavam insuficientemente a alegação de que o mercado "real" do Bitcoin, quando "dados falsos e/ou não econômicos são removidos", é suficientemente resistente à manipulação.

No entanto, hoje o regulador anunciou que está analisando a proposta; portanto, mais uma vez, qualquer parte ou pessoa pode apresentar uma declaração em apoio, ou em oposição, à ação tomada em conformidade com a autoridade delegada, o mais tardar em 18 de dezembro de 2019 .

A SEC salienta ainda que a ordem para desaprovar a listagem proposta da declaração da ETF da Bitwise Asset Management e da NYSE Arca, permanecerá em vigor até a revisão da Comissão.

Cronograma para a primeira aprovação de ETF cripto?

Charles Lu, CEO do Findora (protocolo de contabilidade confidencial), disse recentemente uma opinião realista para a primeira aprovação de ETF cripto, que ele duvida que o processo seja rápido:

“Para uma proposta de ETF de Bitcoin obter a aprovação da SEC, o "patrocinador" precisará provar que a descoberta real de preços está acontecendo em oposição à manipulação do mercado.” Lu não acreditava que isso aconteceria no futuro próximo, acrescentando: “A SEC exigirá vigilância, acordos de compartilhamento com exchanges significativas de criptomoedas - um requisito que poucas exchanges com domicílio no exterior concordarão.”

Os profissionais da indústria parecem exibir um certo nível de otimismo, acreditando que, em algum momento, a indústria de criptomoeda receberá seu cobiçado prêmio, mas ainda não.