Político dos EUA usa cripto para comprar maconha para demonstração de remessa de impostos

Um político californiano se tornou o primeiro funcionário eleito a usar criptomoeda para comprar maconha nos Estados Unidos.

Um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph em 11 de setembro revelou que Ben Bartlett, membro do conselho da cidade de Berkely, usou o Bitcoin Cash (BCH) e o stablecoin Universal Dollar (UPUSD) para fazer a compra na Ohana Cannabis, um dispensário em Emeryville, CA.

A compra fez parte de uma demonstração ao vivo da tecnologia criptofinanceira, conduzida pela empresa blockchain Cred e pela Blockchain Advocacy Coalition. O último é um grupo de empresas e consumidores da Califórnia que trabalham para promover uma legislação transparente sobre blockchain em níveis estadual e nacional.

Remessa de impostos sobre a cannabis via stablecoin

De acordo com o comunicado de imprensa, a iniciativa faz parte do patrocínio da Blockchain Advocacy Coalition a um novo projeto de lei (o AB 953) que permitiria à Califórnia aceitar a remessa de impostos sobre a maconha através de stablecoin.

Durante a demonstração, a equipe da Cred estava a disposição para explicar os meandros da tecnologia blockchain e stablecoin às autoridades eleitas locais.

A transação envolveu a Ohana aceitando o Bitcoin Cash usando o token LBA da Cred como um utility de transação, com as receitas de vendas e impostos municipais liquidadas em dólar universal.

O Universal Dollar - que roda na blockchain Ethereum e está atrelado ao dólar dos EUA - foi desenvolvido pela Universal Protocol Alliance, uma coalizão de empresas de blockchain incluindo Cred, Uphold e Blockchain at Berkeley.

Em comunicado, Dan Schatt - cofundador da Cred e da Universal Protocol Alliance - destacou:

“A cripto não apenas resulta em redução significativa de custos para consumidores e comerciantes, mas também permite cobrança altamente produtiva de impostos, transparência e previsibilidade para os governos municipais e estaduais.”

Cripto para a indústria do Green Rush

Como observa o comunicado de imprensa, 70% da indústria de cannabis do estado da Califórnia não possui conta em banco, aumentando significativamente os riscos e custos arcados pelos governos locais necessários para aceitar remessas de impostos em grandes depósitos em dinheiro.

O membro do conselho Bartlett observou que, ao fornecer um mecanismo sem dinheiro para a remessa de impostos sobre a cannabis, o projeto de lei AB 953 representa uma legislação inovadora apropriada para a assim chamada indústria do Green Rush do século XXI.

O político já solicitou aos funcionários da Berkley City que preparassem um relatório sobre a aceitação dos impostos sobre a maconha usando a tecnologia stablecoin.

Em 2018, o estado de Ohio foi aplaudido por sua aceitação pioneira do Bitcoin (BTC) para as obrigações fiscais das empresas. Vários outros estados dos EUA haviam ido atrás - mas ainda não conseguiram implementar - iniciativas semelhantes antes de Ohio.