Serviço de delegados da polícia dos Estados Unidos vai vender no leião os Bitcoin confiscados com valor de quase US $ 25

O Serviço de delegados da polícia dos EUA anunciou que realizará um leilão para vender cerca de 2.170 Bitcoins confiscados no decorrer de vários processos criminais, civis e administrativos federais, afirmou um comunicado de imprensa de 5 de março.

O leilão ocorrerá em 19 de março de 2018 das 8 da manhã às 2 da tarde, UTC-4. Os licitantes que desejem participar devem preencher os requisitos de inscrição até o meio dia UTC-4 14 de março, com depósito de US $ 200.000.

Os bitcoins serão oferecidos em 14 blocos diferentes: dois blocos de 500 BTC, 11 blocos de 100 BTC e um bloco de aproximadamente 70 BTC. Os licitantes vencedores serão notificados em particular no mesmo dia do leilão.

Vários casos quando os bitcoins foram confiscados estão listados em um aviso oficial publicado no site do Serviço de delegados da polícia dos EUA. Entre os casos listados é o de Shaun Bridges, o agente do Serviço Secreto que foi condenado por roubar US $ 800,000 em Bitcoin em 2015.

O Serviço de delegados da polícia dos EUA já leilou somas de Bitcoin confiscadas no decurso de processos civis e criminais. Em 22 de janeiro de 2018, a agência vendeu 3.813 BTC, uma quantia que valia mais de US $ 40 milhões nos preços cambiais daquele dia.

Antes deste ano, o último leilão Serviço de delegados da polícia dos EUA de Bitcoin confiscado foi em agosto de 2016, quando 2.700 BTC foram vendidos. O valor de mercado estimado naquele momento era quase US $ 1,6 milhão.

Conforme relatado anteriormente pela Cointelegraph, os leilões do governo de ativos em criptomoedas confiscadas foram realizados pelo mundo todo; na Ucrânia, Coréia do Sul, bem como na Austrália.