EUA: Um grupo de advogados cripto encoraja reguladores financeiros a estimular inovação

O grupo de advogados para blockchain dos Estados Unidos da Câmara de Comércio Digital (Chamber of Digital Commerce) encorajou os dois dos maiores reguladores financeiros do país a estimular a inovação com blockchain, de acordo com um tweet oficial em 19 de fevereiro.

O grupo teria enviado comentários à Comissão de Negociação de Commodities Futuros (Commodity Futures Trading Commission - CFTC) e a Entidade de Proteção Financeira ao Consumidor (Consumer Financial Protection Bureau - CFPB) em diferentes procedimentos nesta semana. Resumindo, a Câmera de Comércio Digital pede às duas agências para que permitam a introdução de novoc produtos financeiros baseados na tecnologia blockchain e que colaborem para o relacionamento eficiente para promover investimento e crescimento na indústria.

Em seus comentários à CFPB, o grupo de advogados estimula o regulador a aplicar as ferramentas disponíveis para apoiar a inovação, no caso cartas de no-action e as chamadas “sandboxes.” A Câmara de Comércio Digital também denota que irá apoiar todas as políticas norte-americanas que possam eliminar "burocracia desnecessária" para ter acesso a ferramentas descentralizadas e estimular estudos relevantes, assim como promover a coordenação entre diferentes órgãos regulatórios.

Em outra carta enviada à carta enviada à CFTC, o grupo expressou apoio à iniciativa já em vigor da CFTC, chamada LabCFTC, que examina inovações fintech. Além disso, a Câmara de Comércio Digital endorsou o comprometimento da CFTC em aprender mais sobre a rede Ethereum (ETH), assim como a possibilidade de elaborar um framework para a indrodução de derivativos ETH

No começo do ano, a Câmara de Comércio Digital conclamou o governo dos EUA a implementar um plano nacional para blockchain. O grupo acredita que o blockchain oferece uma "miríade de benefícios transformadores" para os negócios, governo e consumidores.

Como o Cointelegraph noticiou, as criptomoedas são uma prioridade para o material de avaliação recém-publicado neste ano pela CFTC. TAs avaliações incluem práticas de vigilância de croptomoedas, assim como vigilância de outros mercados e negociações, incluindo monitoramento em tempo real.

Em fevereiro, o comissário da CFTC Brian Quintenz sugeriu que participantes da indústria cripto deveriam criar uma estrutura autoregulatória na qual pudessem discutir panoramas legais e examinem ou auditem o campo.