A UNICEF pede pra jogadores de jogos de computador minerem Ethereum e doem para as crianças na Síria

A UNICEF (Fundo Internacional de Emergência da Criança das Nações Unidas - traduzido para o Português) iniciou um novo tipo de campanha de caridade para crianças sírias, pedindo que os jogadores de PC usem seus computadores para extrair Ethereum e doar seus ganhos.

A campanha de caridade de dois meses que começou em 2 de fevereiro, nomeada Game Chaingers, destina-se a jogadores que usam placas gráficas de alto nível capazes de mineração de criptomoedas, transformando o jogo em "ferramenta[s] humanitária[s]:"

"Hoje, as campanhas humanitárias muitas vezes solicitam as mesmas pessoas usando os mesmos métodos, mas as criptomoedas e sua abordagem revolucionária são uma oportunidade para levantar fundos de forma diferente. Já ouviu sobre Bitcoin? O Ethereum é o mesmo, exceto que você pode mais facilmente "minerar" as moedas Ethereum através do seu computador e esse dinheiro irá diretamente para a carteira da UNICEF."

Doações acontecem da seguinte maneira: Ao participar, quando os jogadores tomarem uma pausa de seus computadores ou forem dormir, eles podem ativar o programa de mineração Ethereum da UNICEF, doando, sem dar nada além do acesso ao poder de processamento do computador.

O website diz:

"Através do uso da mineração criamos uma oportunidade para aqueles que não podem dar ou nunca tiveram a oportunidade de fazê-lo."

As estatísticas da Game Chaingers atualmente mostram um total de 360 colaboradores, dos quais 44 atualmente atuam no presente momento, que extraiu quase 900 euros em doações para ajuda humanitária para crianças sírias.

De acordo com a informação do projeto do site, 8,3 milhões de crianças na Síria e países limítrofes precisam de ajuda vital. A UNICEF usará o Ethereum doado para dar acesso a essas crianças à água, educação e serviços de saúde e higiene.

Esta não é a primeira vez que o UNICEF pensou em misturar criptomoedas e ajuda humanitária.

Em janeiro de 2017, a UNICEF apresentou "Donercoin" na London Blockchain Week, um programa Blockchain, com o objetivo de criar transparência na ajuda global digitalizando doações.

Mais recentemente, em agosto de 2017, o UNICEF Ventures, um ramo da organização principal, iniciou testes com contratos inteligentes baseados em Ethereum também para melhorar a transparência das transferências de ativos.

O Pineapple Fund, um fundo de caridade baseado exclusivamente em Bitcoin - fundada por um doador anônimo, também fez grandes doações em Bitcoin para várias organizações filantrópicas nos últimos meses. De acordo com seu site, o Fundo planeja distribuir um total de $86 milhões para instituições de caridade.