Por confirmar: TestNet do light client da TON blockchain do Telegram é carregada no GitHub

Um usuário do GitHub aparentemente fez o uploaded da primeira versão light client da blockchain da Telegram Open Network (TON) em 25 de maio.

De acordo com o arquivo de informações leia-me (readme) no GitHub, o cliente - se configurado corretamente - conecta-se a um  completo para a testNet blockchain da TON e envia algumas consultas a ele. A aparente existência de uma rede de teste está de acordo com os relatórios divulgados em abril, segundo os quais a Telegram abriu o acesso a uma versão de teste da TON Blockchain para um número limitado de desenvolvedores globais, incluindo equipes de desenvolvimento russas .

O documento também se refere ao que parece oferecer o mesmo conteúdo do repositório do GitHub presente no domínio test.ton.org. Este domínio foi registrado com opções de proteção de privacidade, portanto, a identidade do registrador não pode ser encontrada na solicitação junto à ICANN.

O desenvolvedor que criou - e o único usuário que contribuiu - para o repositório em questão atende pela alcunha de Kiku Reise. De acordo com seu perfil no GitHub, ele é baseado fora da Ucrânia e contribuiu anteriormente - entre outros - para as versões mobile e windows do shadowocks de software proxy.

Um link para o site também foi publicado por um canal do Telegram dedicado à TON, mas a autenticidade do repositório não foi oficialmente confirmada. Kiku Reise disse ao Cointelegraph que o material provavelmente vazou e que ele não trabalha para o Telegram.

O que ele fez, de acordo com ele, foi criar um backup do domínio test.ton.org no GitHub. Ainda assim, ele conclui:

“Acho que há uma pequena chance de que isso possa ser falso. Vamos analisar o código para ter certeza.”

O repositório também contém uma introdução à nova linguagem de programação dedicada à criação de contratos inteligentes para a blockchain da TON, cuja existência havia sido inicialmente comentada no início desta semana.

Como o Cointelegraph informou recentemente, Michael Novogratz, fundador e CEO do banco mercantil de criptomoeda Galaxy Digital, sugeriu que um dos ativos cripto criados por gigantes das mídias sociais - como Telegram e Facebook - terá sucesso.