Funcionário no Reino Unido escolheu receber seu salário 100% em Bitcoin e explica o porquê

"As pessoas sempre perguntam como é possível viver com o Bitcoin", disse um desenvolvedor de software britânico ao The Mirror em uma entrevista nesta semana, "mas a verdade é que meu estilo de vida não mudou muito".

O The Mirror - um tablóide diário britânico fundado há mais de um século - publicou uma entrevista com Zakk Lakin, de 24 anos, em 22 de agosto.

Funcionário da exchange de criptomoedas Coin Center, Lakin recebeu a opção de receber uma parte - ou todo - seu salário em criptomoeda e entrou de cabeça na ideia.

100% Bitcoin

Lakin observou que “comprar coisas com cripto é mais fácil do que as pessoas pensam”, já que há vários varejistas on-line que aceitam criptomoedas e até ferramentas de terceiros que permitem que você salve faturas em plataformas como a Amazon.

No futuro, ele prevê, cada vez mais varejistas - de postos de gasolina a restaurantes - se abrirão para a criptomoeda, permitindo que ele gaste menos em fiduciário e mais em BTC.

Quando se trata de seu salário, ele acrescentou, sob as atuais condições do mercado de cripto:

"Eu converto todos os meus gastos permanentes (como aluguel, débitos diretos, etc) para libras esterlinas no dia do pagamento para evitar quaisquer problemas em torno dos movimentos de preços do Bitcoin e, em seguida, o resto é deixado para renda/poupança disponível."

Como observa o The Mirror, Lakin, como funcionário de exchange, é poupado das taxas de plataforma quando vende e troca suas participações por moeda fiduciária.

Além de rodar seu próprio node de Bitcoin, Lakin disse que sua escolha de ser pago em Bitcoin foi moldada pelo senso da importância do uso da criptomoeda como era sua ideia original - que era ser um dinheiro eletrônico. Ele adicionou:

"Acima de tudo, as conversas que esse fato cria sempre são interessantes para espalhar a consciência e educar os outros sobre o Bitcoin e a criptomoeda".

Bitcoin em Albion

Conforme reportado, o presidente do Bank of England, Mark Carney, alegou em 2018 que o Bitcoin falhou como moeda pelas medidas tradicionais. A volatilidade apareceu em suas críticas, com Carney dizendo à época:

“Se você tivesse pego um empréstimo estudantil de mil libras em Bitcoin em dezembro passado para pagar suas contas para o próximo ano, você teria pouco mais de 500 libras agora. Se você tivesse feito o mesmo em setembro passado, estaria £2.000 à frente. Isso é tipo uma loteria.

Em julho deste ano, Carney argumentou que as pessoas precisam reconhecer os problemas que o Facebook está tentando resolver com o Libra, independentemente das potenciais armadilhas do projeto. Se o Libra puder se adequar às exigências regulatórias, afirmou, uma semana depois, a stablecoin poderia ter casos de uso genuínos.