Takasbank da Turquia anuncia plataforma blockchain para negociação de ouro

O Banco de Compensação, Liquidação e Custódia (Takasbank) de Istambul, na Turqua, anunciou que concluiu sua plataforma baseada em blockchain para transferência ouro físico.

Chamado BiGA, o novo projeto do Takasbank busca permitir que as pessoas transfiram ouro físico armazenado na Borsa Istanbul Stock Exchange (BIST), a única entidade de câmbio da Turquia, através de unidades de ouro digitalizadas em uma blockchain, conforme anunciou o banco em 6 de setembro.

As unidades, que são semelhantes em forma e função às stablecoins com respaldo físico, têm seu valor atrelado ao ouro negociado. Como "BiGA" é a abreviação turca de um grama de ouro, um BiGA é equivalente a uma quantidade desse tipo, de acordo com o website.

O segundo maior banco da Turquia envolvido

De acordo com o comunicado de imprensa, o Takasbank iniciou o projeto em 2018 e concluiu com sucesso pilotos com várias empresas e bancos financeiros locais, incluindo o segundo maior banco da Turquia, Ziraat Bankası, VakıfBank, Albaraka Turk, Garanti BBVA e Kuveyt Turk.

O Takasbank enfatizou a confidencialidade das transações na plataforma BiGA, além de afirmar que o processo de transferência pode ser supervisionado pelas autoridades.

De acordo com o site do projeto, o banco fornecerá uma carteira para os usuários armazenarem os tokens, e o BiGA será usado como método de pagamento para o comércio eletrônico.

Fundado em 1988, o Takasbank é a central de compensação e liquidação da Turquia, que também fornece serviços de compensação de contrapartes centrais para mercados específicos do BIST designados pela agência reguladora e de supervisão financeira local, o Conselho do Mercado de Capitais da Turquia.

No ano passado, o BIST relatou estar desenvolvendo um banco de dados de clientes blockchain em colaboração com o Takasbank e o Central Securities Depository da Turquia.

Em julho de 2019, a adoção da blockchain foi listada pelo governo da Turquia como um aspecto importante do roteiro econômico de 2019-2023 do país.