TruTrace fecha parceria com a Deloitte para rastrear maconha usando blockchain

A TruTrace Technologies Inc., startup de rastreamento de blockchain, fez parceria com a Deloitte, empresa de auditoria do Big Four, para rastrear maconha usando a tecnologia blockchain.

Em texto publicado pelo ProactiveInvestors em 4 de setembro, a TruTrace diz que está lançando seu produto StrainSecure em parceria com a Deloitte. O sistema em questão empregaria tecnologia blockchain para rastrear a maconha desde as sementes até a venda, para garantir que clientes e varejistas conheçam a história do produto.

O CEO da TruTrace, Robert Galarza, disse que o novo sistema trará mais transparência à indústria da cannabis.

A parceria com a Deloitte ajudaria a ampliar sua base de interessados e contribuir para que a empresa chegue a atender 80% das empresas da Fortune Global 500, através de sua rede de firmas-membro em todo o mundo.

Blockchain para cadeias de suprimento de maconha

Esta não é a primeira iniciativa com objetivo de aplicar tecnologias de contabilidade descentralizada na indústria da cannabis. Como o Cointelegraph publicou ontem, a empresa Security Matters, listada na Bolsa de Valores da Austrália, registrou um pedido de patente nos Estados Unidos para um sistema blockchain para gerenciar com segurança uma cadeia de suprimentos de cannabis.

Em junho, a rede de farmácias canadense Shoppers Drug Mart selou parceria com a TruTrace para lançar um programa piloto para a cadeia de suprimentos de cannabis. O programa rastreará várias sementes de maconha medicinal e permitirá que os médicos emitam prescrições mais eficazes e forneçam melhores informações para os ensaios clínicos de maconha medicinal.