Tron adota restrições em DApps de apostas no mercado japonês para atender à regulação

A plataforma de aplicação descentralizada (DApp) baseada em blockchain Tron foi levada a remover DApps de apostas no mercado japonês para atender à regulação local, de acordo com comunicado publicado em 31 de março.

Segundo o anúncio, a empresa pretende aderir às leis e regulação nos países em que atua. Além disso, a companhia decidiu apoiar restrições a apostas para usuários baseados no Japão através de uma série de recomendações aos desenvolvedores, já que as apostas são geralmente proibidas no código criminal japonês.

Para remover os DApps de apostas do mercado japonês, a Tron sugere aos desenvolvedores DApp japoneses que não lancem apps do tipo na plataforma da empresa.

Além disso, os desenvolvedores que trabalham com aplicativos de apostas como um todo receberam a recomendação de bloquear endereços de IP japoneses. A Tron também pede que eles não facilitem o uso de aplicativos por apostadores locais.

Re acordo com o comunicado, a Tron ainda irá colaborar com o governo japonês e oferecer o que for necessário para o caso de violações.

A Tron, empresa por trás do TRX, a 11o maior cripto por valor de mercado, recentemente adquiriu a loja de aplicativos CoinPlay. A empresa quer agregar uma grande gama de apps blockchain em uma plataforma, eliminando a necessidade de procurá-los separadamente em app stores comuns. No último mês, o smartphone centrado em blockchain da HTC Exodus anunciou parceria com o navegador web Opera e suporte a diversos DApps no telefone.

No fim de março, um analista da Bloomberg escreveu que a rede Ethereum (ETH), feita para o desenvolvimento de DApps entre outras coisas, está perdendo terreno para plataformas como EOS e Stellar, com a Tron também mostrando porcentagem de usuários de DApp parecida com a do ETH.

No último ano, a Tron revelou planos de lançar um fundo de gaming em blockchain chamado TRON Arcade, que estaria pronto para receber investimentos de US$100 milhões nos próximos três anos.