Top-five das criptos de melhor desempenho: LINK, LEO, BCH, ETC, BSV e OKB*

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente as do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph. Todo investimento e movimentação comercial envolve risco e você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar qualquer decisão.

Os dados de mercado são fornecidos pela exchange HitBTC.

Apenas um punhado de fundos de cobertura investiu grandes somas de dinheiro no universo cripto. O Digital Currency Group, provavelmente o maior, investiu em mais de 130 projetos relacionados à cripto, com um tamanho médio de rodada de US$ 3,24 milhões.

Sua subsidiária, a Grayscale Investments, que investe diretamente em criptomoedas e ativos digitais, tinha US$ 2,7 bilhões em ativos sob gestão de acordo com o relatório financeiro do segundo trimestre de 2019.

De acordo com o relatório do Preqin Global Hedge Fund de 2018, o tamanho da indústria de fundos de cobertura era de mais de US$ 3,2 trilhões.

Isso mostra que o interesse do fundo de cobertura de criptomoedas é muito baixo comparado a outras classes de ativos. Mesmo que uma fração desse dinheiro comece a fluir para as criptomoedas, os preços podem subir.

A Bakkt, plataforma de futuros entregue fisicamente, está programada para ser lançada em 23 de setembro. Espera-se que sua chegada aumente o fluxo institucional para a classe de ativos. Será interessante ver se o lançamento melhora o sentimento e fornece um impulso muito necessário para iniciar a próxima etapa do movimento de alta.

LINK/USD

Embora o Chain Link (Link) tenha ficado apenas marginalmente no verde, lee acabou se revelando o melhor desempenho entre as principais criptomoedas nos últimos sete dias. Ele pode aumentar seus ganhos se o mercado se recuperar ou também sucumbirá à pressão de venda? Vamos analisar seu gráfico.

LINK/USD

O par LINK/USD tem se consolidado entre US$ 2,0531 e US$ 2,8498 nas últimas quatro semanas. Isso mostra que os compradores entram em cena para defender os US$ 2,0531 e os vendedores suspendem a alta para US$ 2,8498.

Negociar dentro de uma faixa tão apertada pode servir para acumular energia, que será liberada em uma fuga ou em um colapso da faixa. Porém, é difícil prever para que lado - se para cima ou para baixo - os preços vão escapar.

Se os touros empurrarem o preço para acima de US$ 2,8498, o par pode testar novamente suas altas históricas. Os traders podem montar este rali iniciando posições longas em uma fuga e fechar (fuso horário UTC) acima de US$ 2,8498. A stop loss para este trade pode ser mantida em US$ 1,95.

Por outro lado, se o apertado intervalo se resolver, os otimistas podem tentar segurar o preço acima da EMA de 20 semanas, mas se esse suporte for rompido, a próxima parada será em US$ 1,3139, que é o retrocesso de 78,6% do rali de Fibonacci.

LEO/USD

O UNUS SED LEO (LEO) é o segundo melhor performer dos últimos sete dias. De acordo com seu plano de comprar e queimar tokens LEO usando 27% de todas as taxas de negociação acumuladas, a Bitfinex "tuitou" que havia concluído a queima de 1.750,570 tokens. Ele pode subir, com base no desempenho desta semana? Vamos descobrir.

LEO/USD

Devido a um curto histórico de negociações, analisaremos o gráfico diário no par LEO/USD. Os pessimistas afundaram a cripto abaixo do apoio de US$ 1,20 em 16 de agosto, mas não conseguiram capitalizar sobre isso.

A compra em níveis mais baixos impulsionou o preço de volta acima de US$ 1,20 em 17 de agosto. Este é um sinal positivo, pois mostra que o sentimento é comprar em depressões. A MME de 20 dias está se achatando e o RSI subiu para o centro, o que sugere um equilíbrio entre compradores e vendedores.

Se os otimistas conseguirem romper a faixa de US$ 1,40, aumentará a probabilidade de uma nova tendência de alta que pode levar o preço a US$ 2. Portanto, os traders podem iniciar posições longas em uma fuga e fechar (fuso hoário UTC) acima de US$ 1,40 com paradas em US$ 1,15.

BCH/USD

O Bitcoin Cash (BCH) acabou por ser o terceiro melhor desempenho dos últimos sete dias. Será que ele consegue construir um desempenho forte? Como será o futuro? Vamos observar o gráfico.

BCH/USD

O par BCH/USD tem sido negociado dentro de um canal ascendente. Os otimistas defenderam a linha de apoio do canal duas vezes nas últimas cinco semanas. Isso mostra que os compradores estão acumulando a criptomoeda nas quedas.

Contudo, se o preço não conseguir sustentar o rebote da linha de suporte, ele mostrará uma falta de demanda em níveis mais altos. Os pessimistas então inverterão a direção e tentarão quebrar o "pescoço" do padrão de cabeça e ombros (head & shoulders pattern) que está em desenvolvimento.

Se o preço fechar (fuso horário UTC) abaixo do pescoço, ele completará o padrão de baixa, o que será um grande ponto negativo.

Por outro lado, se os otimistas empurrarem o preço acima de US$ 360, um rali na linha de resistência do canal é provável. Traders agressivos podem tentar um negócio iniciando uma posição comprada se o preço sustentar acima de US$ 360 por um dia. O primeiro alvo é US$ 515,35, acima do qual o par deve ganhar impulso.

A stop loss para este trade pode ser mantida em US$ 250. Como a relação risco-recompensa não é muito atraente, mantenha o tamanho da posição em 40% do usual.

ETC/USD

Stevan Lohja, do Ethereum Classic Labs, acredita que, se o Ethereum Classic (ETC) retirar o nome “Ethereum”, poderá “detonar” muitas criptomoedas com alta capitalização de mercado. O Ethereum Classic Labs iniciou o Studio, um programa que apoiará e lançará novos projetos para fortalecer o ecossistema ETC.

ETC/USD

O par ETC/USD vem se consolidando em uma ampla faixa entre US$ 3,40 e US$ 10 nos últimos dez meses. Ambas as médias móveis estão diminuindo marginalmente e o preço tem sido negociado em queda nas últimas cinco semanas.

O RSI também mergulhou na zona negativa, o que sugere que os pessimistas têm vantagem no curto prazo. Isso aumenta a possibilidade de uma queda para US$ 3,40.

Todavia, tal consolidação pode às vezes ser um sinal de acumulação por mãos fortes. Portanto, os traders podem comprar depois que o preço for rebatido em US$ 3,40. Isso proporciona uma oportunidade de compra de baixo risco que pode oferecer grandes retornos se o par ficar em US$ 10.

O primeiro alvo em uma quebra acima de US$ 10 é de US$ 15 e ainda mais acima em US$ 20. Se ao contrário da nossa expectativa, os pessimistas afundarem o par abaixo de US$ 3,40, ele iniciará uma nova tendência de baixa, que será um sinal de baixa.

BSV/USD

O desenvolvedor da blockchain do Bitcoin SV (BSV) synfonaut lançou um serviço de consultoria chamado Office Hours, que oferece a oportunidade de se conectar com desenvolvedores experientes do Bitcoin SV para ajudar nos projetos do Bitcoin SV.

BSV/USD

O par do Bitcoin SV tem perdido terreno nas últimas semanas. Os otimistas estão lutando para sustentar o salto, o que mostra falta de demanda em níveis mais altos. O par caiu abaixo da EMA de 20 semanas, que se estabilizou e o RSI também está próximo do ponto médio.

Isso sugere uma ação limitada por intervalo nas próximas semanas. O suporte para o intervalo é de US$ 107, enquanto a resistência está em US$ 188,69.

Se os pessimistas afundarem a criptomoeda abaixo de US$ 107, o par se tornará negativo e poderá cair para US$ 92,933, que é o nível de retração de Fibonacci de 78,6% do rali. Por outro lado, uma quebra da alta de US$ 188,69 pode impulsioná-lo para seus máximos históricos.

O melhor lugar para comprar em um mercado com limite de faixa é perto do suporte do intervalo ou em uma fuga do intervalo. Até lá, sugerimos que os traders permaneçam neutros na moeda digital.

OKB/USD*

O OKB, token nativo da exchange líder mundial OKEx, teve uma ascensão meteórica em 2019. Sua recuperação, de baixas de US$ 0,5718 para picos de US$ 4,18, ofereceu um retorno considerável de 631% para seus investidores. Isso superou emuito o rali de 331,8% do Bitcoin.

O desempenho do OKB foi apoiado em fortes fundamentos. Assim, os recuos têm sido superficiais, o que mostra que os investidores não estão dispostos a se desfazer de suas posições e novos investimentos entram em pequenas quedas. Esse desempenho de alta ocorreu mesmo quando o sentimento altcoin foi extremamente negativo.

O Programa OKB Buy-Back & Burn é um incentivo atraente para os detentores de longo prazo do token. A migração do token do protocolo ERC-20 para a mainnet do OKChain no futuro também será um grande sinal positivo.

Seguindo um novo plano para os apoiadores do OKB, as taxas de negociação para usuários VIP serão determinadas apenas pelo volume de negociações, ao contrário do usuário normal, para quem as taxas serão baseadas no volume de negociações e na participação no OKB.

Atualmente, o volume de 24 horas do OKB é de pouco mais de US$ 92 milhões. O rali no token continua ou está pronto para uma correção? Vamos analisar o gráfico para descobrir.

OKB/USD

O OKB formou um padrão de altos-baixos e altos-altos desde o início do ano, o que confirma que está em viés de alta. Quando a tendência de alta é forte, os recuos são superficiais. Durante seu último recuo, encontrou suporte em US$ 2,605, que está um pouco abaixo do retracement de 50% da última etapa do rali, de US$ 1,2616 para US$ 4,18.

Este é um sinal positivo e mostra uma forte demanda por quedas. A EMA de 20 semanas está subindo e a SMA de 50 semanas também começou a aparecer, o que é um sinal positivo. Um breakout de US$ 4,18 estenderá a tendência de alta e pode levar o preço para os máximos de sua história em US$ 6,68.

Mas, se os pessimistas defenderem a resistência à sobrecarga em US$ 4,18, a criptomoeda poderá permanecer limitada por algumas semanas. Ela só perderá força se cair e ficar abaixo de US$ 2,3764, que é o retrocesso de 61,8% de Fibonacci do recente rali.

*Aviso: O OKB aparece como uma criptomoeda em destaque de um dos patrocinadores do Cointelegraph e sua inclusão não afetou essa análise de preço.

Os dados de mercado são fornecidos pela exchange HitBTC.