TNW: Craig Wright registrou 114 patentes relacionadas à blockchain desde 2017

Craig Wright, um cientista de computação australiano que às vezes afirma ser Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin (BTC), solicitou uma série de patentes relacionadas à blockchain desde 2017. O site de notícias de tecnologia The Next Web (TNW) publicou sua pesquisa sobre pedidos de patentes de Wright em 18 de março.

A TNW informa que, desde agosto de 2017, a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) publicou 155 pedidos de patentes apresentados por Wright. Assim como o Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos EUA, a WIPO publica os pedidos de patentes para notificar o público de que existe uma nova tecnologia em potencial em um determinado setor ou espaço.

Wright somente receberá controle proprietário sobre o conteúdo das patentes se elas forem formalmente concedidas pela OMPI. De acordo com o TNW, se a OMPI concede uma patente, dependendo se o escritório considerar que ela é suficientemente inovadora.

O TNW afirma que o termo "blockchain" foi usado em títulos de patentes 114 vezes, enquanto a palavra "criptomoeda" foi mencionada apenas seis vezes e "Bitcoin" não foi mencionada. Também foram feitas referências a contratos intelgientes e ativos digitais.

Alguns argumentam que Wright é um “troll das patentes” e que está tentando acumular patentes relacionadas à blockchain não para usá-las, mas para ganhar dinheiro de empresas que queiram aplicar a tecnologia. Marc Kaufman, advogado que copreside o Blockchain Intellectual Property Council na Câmara Americana de Comércio Digital, disse à Fortune:

“Suas táticas e atividades têm todas as marcas de ser uma entidade de reivindicação de patente ou o que é pejorativamente conhecido como troll. Não sei se as empresas dele têm algum produto.”

No ano passado, Wright foi processado em 4 bilhões de dólares quando o espólio de David Kleiman - um cientista da computação e especialista em segurança cibernética, que muitos suspeitam ter sido um dos desenvolvedores por trás do Bitcoin e da blockchain - alegou que Wright roubou bilhões de dólares emBitcoin

Segundo os queixosos, Wright reconheceu que a família desconhecia a riqueza de Kleiman e “forjou uma série de contratos que pretendiam transferir os ativos de Dave para Craig e/ou empresas controladas por ele. Craig colocou datas anteriores nesses contratos e forjou a assinatura de Dave neles.

Em um recente desdobramento no caso, o engenheiro de software Jeff Garzik, pioneiro do Bitcoin, foi intimado por um tribunal distrital dos EUA. A intimação convoca Garzik para comparecer ao tribunal e com qualquer evidência a respeito da “teoria pessoal” de que Kleiman era Satoshi Nakamoto. A intimação também ordena que Garzik forneça todas as comunicações, acordos e documentos relacionados a Wright e Kleiman.