Tim Draper Adquire 10% do Projeto Anti-Spam Baseado em Blockchain Credo

O investidor em Bitcoin Tim Draper comprou uma parcela de 10% do Credo, um projeto que visa eliminar emails de spam. Draper investiu antes de todos na oferta inicial de moeda (ICO) pública planejada da Credo. O Credo é uma iniciativa da empresa BitBounce.

Credenciais de Draper como investidor

Draper é amplamente conhecido no mercado de criptomoeda como um investidor agressivo na moeda digital líder Bitcoin. Ele já comprou uma grande quantidade de Bitcoins de diferentes leilões do Silk Road. Ele também participou ativamente de vários projetos ICO envolvendo criptomoedas. As ICOs da Bancor e Tezos estavam entre os projetos bem sucedidos de moeda digital que foram apoiados por Draper.

A decisão de Draper de investir em moedas digitais é impulsionada principalmente pelo desejo de diversificar sua carteira de investimentos. Embora existam riscos significativos ao investir em ICO de criptomoedas, Draper mostrou sua vontade de levá-los enquanto os proponentes dos projetos puderem convencê-lo com êxito na viabilidade de suas propostas.

Conceito operacional

O conceito do projeto Credo é usar tokens como método de pagamento para um serviço de e-mail fornecido pelo BitBounce. O serviço de e-mail BitBounce permite que os usuários enviem mensagens de e-mail diretas aos líderes de várias indústrias. O serviço também inclui incentivos para garantir que os destinatários dos e-mails os respondam.

Este projeto parece que causará frissom, porque o BitBounce já possui mais de 7,750 usuários ativos de seu serviço de e-mail até agora. A empresa também parece estar processando mais de 42.000 e-mails por dia.

A caminho de mais uma ICO bem-sucedida?

Ainda não está certo se o projeto Credo será  lançado com sucesso, sobreviverá e gerará lucros no futuro próximo. O apoio e o endosso de investidores bem conhecidos como Draper, no entanto, é uma prova de seu conceito interessante. Aguarde e veja se o apoio público da Draper ao Credo resultará no sucesso da ICO programada do projeto.


Siga-nos no Facebook