Através de nova iniciativa de caridade, comunidade do Bitcoin destina 14 toneladas de alimentos para a Venezuela

A comunidade cripto se uniu para ajudar os cidadãos da Venezuela, que sofreram nos últimos tempos em decorrência de longa crise econômica, com investidores supostamente distribuindo mais de 12.500 quilos de alimentos para a população local.

O esforço de caridade, que foi registrado no imgur, foi encabeçado sob o slogan "Food, not Lambos", uma referência à tendência de alguns investidores que compraram o carro de luxo para lucrar também com investimentos em criptomoedas.

Como parte de um projeto chamado Bitcoin Interest (BCI), todo o processo começou quando um membro da comunidade se aproximou de outros membros para ajudar os necessitados. A descrição que acompanha as fotografias diz:

“Para manter nosso povo na Venezuela em segurança, usaremos nomes diferentes. Por enquanto, vamos nos referir a essa pessoa como Carlos. Carlos está envolvido conosco, principalmente através da mineração, há cerca de um ano. Ele sempre foi muito educado e nunca nos pediu nada. Carlos veio até nós recentemente enfatizando as dificuldades que sua cidade de 5000 pessoas na Venezuela estava enfrentando. A falta de comida, água e até eletricidade tornou muito difícil para as pessoas lá embaixo. Ele muito educadamente perguntou se havia alguma coisa que poderíamos fazer.”

A equipe do ##FoodNotLambos então falou com "Carlos", enviando-lhe os fundos de que precisava para comprar os suprimentos dos comerciantes locais, que também estavam contentes em fazer parte do esforço. Tendo comprado os suprimentos, Carlos conseguiu fazer os arranjos para distribuir os alimentos, o que foi feito durante vários dias.

Ele conta que as autoridades nacionais chegaram investigar se o governo dos EUA estava envolvido na iniciativa. A descrição diz que “não encontraram nenhuma evidência de ajuda do governo dos EUA. Carlos foi legal o suficiente para documentar isso nos mandando fotos e todo tipo de documentos mostrando todas as grandes coisas que ele conseguiu realizar com apenas um pouco de ajuda da nossa equipe. Estamos incrivelmente humildes e orgulhosos de estar em uma equipe que leva a sério o pedido de seus membros da comunidade e quando a oportunidade bateu para ajudar, a BCI respondeu.”

Ultimamente, o volume de negociação de Bitcoin na Venezuela disparou. O movimento veio em conjunto com as possíveis novas sanções econômicas por parte dos Estados Unidos. O Bitcoin e outras criptomoedas tornaram-se uma possível alternativa para os problemas econômicos do país, como publicou o Cointelegraph Brasil.