Três irmãos tailandeses acusados de fraude de US $ 24 milhões em bitcoin se declaram inocentes

Três cidadãos tailandeses que estão sendo processados por supostamente fraudar US $ 24 milhões em Bitcoin (BTC) se declararam inocentes no Tribunal Penal de Bangcoc, reportou o importante jornal tailandês Bangkok Post na quarta-feira, 7 de novembro.

Durante as audiências, promotores tailandeses acusaram os três réus e seis cúmplices de defraudar o investidor finlandês Aamai Otava Saarimaa, de 21 anos, em 2017. De acordo com a investigação, ele foi persuadido a comprar ações da Expay Software Co, investir em um token cripto focado em jogos de azar Dragon Coin (DRG), e comprar 500 milhões de ações da DNA (2002) Co, o que ele consequentemente fez transferindo cripto para as carteiras dos irmãos.

Os promotores alegam que, depois de receber o dinheiro, a família Jaravijit comprou vários lotes de terra na Tailândia. Saarimaa, por sua vez, não obteve lucro e depois reclamou com a Divisão de Supressão ao Crime da Tailândia (CSD).

Os três irmãos Jaravijit, acusados de conspiração para defraudar e lavagem de dinheiro, se declararam “inocentes” recentemente.

Dois dos irmãos, Jiratpisit (um ator tailandês conhecido como "Boom") e Supitcha, foram presos em agosto e libertados sob fiança de US $ 61.000 cada. Seu irmão mais velho, Prinya Jaravijit, conseguiu fugir para os EUA em uma tentativa de evitar as acusações.

No entanto, em outubro, o CSD tailandês revogou o passaporte de Prinya Jaravijit - tornando ilegal sua permanência nos EUA - para forçar seu retorno. Depois de chegar a Bangcoc, Jaravajit foi detido sem fiança e atualmente está detido na prisão de Remand de Bangcoc.