Grupos terroristas estão cada vez mais usando criptomoedas, alerta oficial russo

O diretor do serviço de segurança federal da Rússia, o FSB, alertou que os grupos terroristas estão cada vez mais sendo financiados por criptomoedas, informou o site de notícias russo RBK em 21 de maio.

Alexander Bortnikov, o citado diretor do FSB, disse que as organizações terroristas globais vêm dominando o uso de moedas virtuais há algum tempo, junto com ferramentas de comunicação criptografadas que lhes permite escapar dos serviços de segurança. Ele adicionou:

“Sistemas de pagamento eletrônico e criptomoedas estão sendo cada vez mais usados ​​por terroristas para movimentar dinheiro recebido de alguns estados e organizações que apoiam a rede terrorista global.”

Segundo Bortnikov, grupos terroristas também estão levantando fundos através do tráfico de escravos e venda ilegal de petróleo.

No final de abril, o cofundador da Chainalysis alertou que a indústria cripto estava começando a testemunhar o início do financiamento do terrorismo. Jonathan Levin acrescentou que o Bitcoin (BTC) era “de longe o favorito” para hackers e criminosos, já que foi usado em pelo menos 95% dos incidentes investigados pela polícia.

Nos últimos anos também se viu cripto sendo usada para evitar sanções econômicas. Em março, um relatório do Conselho de Segurança da ONU revelou que a Coreia do Norte conseguiu acumular US$ 670 milhões em moeda fiduciária e criptomoedas por meio de ataques de hackers.