Diretor do banco central de Taiwan sugere que transações de Bitcoin deveriam passar pela regulamentação anti-lavagem de dinheiro

O Banco Central da República da China (Taiwan) recomendou que o comércio do Bitcoin (BTC) deveria ser regulado pelas regras anti-lavagem de dinheiro do Departamento de Justiça, a rede local de notícias Focus Taiwan reportou hoje, 2 de abril.

Em outubro do ano passado, a Comissão de Supervisão Financeira de Taiwan (FSC) havia demonstrado apoio a oferta de moeda inicial, a criptomoeda e adoção da Blockchain e inovação dentro do país.

Em resposta às preocupações levantadas sobre as recentes quedas do BTC em uma reunião com o Comitê Legislativo Yuan de Finanças de Taiwan, Yang Chin-long, o governador do banco central, disse que as “medidas de respostas” do banco a notável “opacidade”das transações do BTC são, em primeiro lugar, para lembrar os investidores dos riscos, em seguida, avançar para o regulamento BTC AML (anti lavagem de dinheiro).

Yang Chin-long tornou-se governador do banco central apenas em fevereiro, quando imediatamente indicou a atitude amigável do banco em relação às tecnologias Blockchain em seu discurso na cerimônia de entrega.

Wu Bing-rui, legislador do Partido Progressista Democrático de Taiwan, também pediu a Yang Chin-long se havia a necessidade de prestar atenção à mineração de Bitcoin no país, citando a cifra de que o custo da mineração em Taiwan é o terceiro mais baixo do mundo devido ao baixo custo de eletricidade.

De acordo com Yang Chin, a maioria dos fabricantes de tecnologia de mineração BTC de Taiwan está localizada na China continental, mas isso não significa que o governo não deva prestar atenção ao efeito da mineração BTC no uso de energia de Taiwan.

Debate sobre o dano potencial causado pelo alto consumo de energia da mineração criptomoeda recentemente aumentou como países como a Islândia - que atrai mineradores devido ao seu clima frio e acesso a energia renovável - e Estados americanos como Washington, que têm baixos custos de eletricidade, estão vendo um fluxo de mineradores que estão usando mais energia do que os domicílios comuns e sobrecarregando a infraestrutura elétrica.