Estudo: o setor suíço de FinTech cresce, enquanto os bancos tradicionais declínam

Um novo estudo mostra que o setor de fintech na Suíça continua a crescer, enquanto as instituições financeiras tradicionais estão estagnadas. O relatório foi publicado pela SwissBanking em 1 de abril.

O relatório apelidado de “IFZ FinTech Study 2019” foi elaborado pela Universidade de Lucerna de Estudos Aplicados, com o objetivo de mostrar os desenvolvimentos na indústria de fintech em 2018 e analisar como os bancos se posicionam em relação à indústria fintech.

Segundo o relatório, o setor de fintech suíço apresentou um crescimento significativo em 2018. Com 356 empresas ativas até o final do ano, a indústria supostamente cresceu 62%. O setor teria registrado maiores transações de capital de risco, embora o mercado de ativos criptos estivesse sujeito a uma correção significativa.

O relatório observa ainda que a indústria de tecnologia financeira está em constante desenvolvimento em comparação com o setor financeiro em geral, onde o número de organizações e funcionários tem relatado um declínio. De acordo com o relatório, as empresas de tecnologia financeira são mais rápidas e eficientes em termos de implementação de novas tecnologias.

Quando se trata de instituições financeiras tradicionais, os bancos supostamente precisam evoluir para permanecer relevantes. O relatório diz:

“A indústria financeira suíça para o rendimento total da economia suíça é uma consequência da relevância cada vez menor das instituições financeiras tradicionais. Os motivos para esse desenvolvimento incluem novos modelos de negócios, que tornam alguns serviços prestados por bancos obsoletos”.

O relatório também observou que as empresas de tecnologia de contabilidade distribuída e empresas relacionadas à criptos foram capazes de crescer graças a um ambiente regulatório amigável no país.

No final de março, o presidente da Suíça, Ueli Maurer, enfatizou que o estabelecimento de regulamentação para o setor de blockchain deve ser rápido e claro. Falando sobre blockchain e outras tecnologias de contabilidade distribuída, Maurer disse que as autoridades suíças estão “constantemente procurando maneiras de ficar dois passos à frente”.

Nesse mesmo mês, o legislativo suíço - a Assembléia Federal - aprovou uma moção para instruir o Conselho Federal a adaptar a legislação existente para a regulação de criptos. A legislação está definida para determinar como sufocar os riscos associados à criptomoeda, bem como se as entidades que operam plataformas de negociação de criptos devem ser equiparadas a intermediários financeiros e, portanto, estar sujeitas à supervisão do mercado financeiro.