Fluxo de stablecoins para exchanges perde US$ 100 milhões na última semana

De acordo com o serviço de monitoramento de criptomoedas Token Analyst, o fluxo de stablecoins para exchanges perdeu US$ 100 milhões na última semana. 

Stablecoins são, como o próprio nome sugere, criptomoedas estáveis, cuja variação no preço é mínima, e que possuem um lastro em relação à moedas tradicionais. Estas moedas estáveis possuem um valor fixo de mercado e são utilizadas como alternativa à venda de ativos digitais por moedas nacionais.

Cada moeda estável está ligada à alguma moeda tradicional. Por exemplo, a stablecoin Tether (USDT) é lastreada pelo dólar americano, e cada UDST possui um valor fixo de aproximadamente US$ 1. 

Segundo especialistas, as moedas estáveis que se deslocam entre as exchanges são um indicador da atividade comercial potencial. Na última semana, a queda no fluxo de stablecoins para exchanges acompanhou a baixa volatilidade do mercado e o baixo volume de negociação dos ativos digitais.

As stablecoins oferecem suporte significativo às negociações de Bitcoin (BTC), com vários ativos apresentando volumes significativos além do Tether. Atualmente, mais de 70% das negociações com o BTC ocorrem no par BTC / USDT, auxiliado por outras moedas como USDC, PAX e TUSD.

O Token Analyst observa de perto a atividade semanal das stablecoins pois o envio de fundos para as exchanges geralmente é um aviso para um movimento mais significativo do mercado.

Algumas stablecoins alternativas como USDC, TUSD e PAX estão ganhando mais volume de negociação e começam a substituir a participação de mercado do USDT, diminuindo a dominância do Tether para 95% de todo o mercado de stablecoins. 

Segundo analistas, o aumento abrupto no volume de depósitos de stablecoins muitas vezes pode anunciar um movimento de preços de curto prazo para o BTC e também pode de atuar como precursora de uma recuperação do mercado de altcoins. 

Atualmente, o USDT está apoiando um comércio altamente ativo de Ethereum (ETH) e está aumentando o volume de outros ativos digitais como Litecoin (LTC), Ripple (XRP) e EOS.

O movimento de stablecoins é imprevisível e o ritmo pode acelerar novamente, especialmente após a cunhagem de 10 milhões de USDT nesta segunda-feira (21). Mais tarde, transações de milhões de USDT também foram registradas migrando para as principais exchanges.

Atualmente, os ativos digitais estão em um momento decisivo. O BTC está buscando garantias de que o recente suporte de US$ 7.800 foi o último e que uma recuperação pode acontecer. Como mostrou o Cointelegraph, um novo modelo de análise prevê o Bitcoin valendo mais de US$ 15.000 antes de maio de 2020.