Modelo de análise prevê Bitcoin a US$ 15.000 antes do halving de 2020

Um novo modelo de previsão de tendência e preço criado com o uso da técnica computacional "machine learning" afirma que o Bitcoin começará a subir de preço nos próximos meses e atingirá cerca de US$ 15.000 na época do halving - a redução de recompensa dos mineradores programada para acontecer em maio de 2020.

O modelo de análise mexeu com a comunidade de criptomoedas, uma vez que a maioria dos traders estão pessimistas em relação ao preço do ativo digital no curto prazo.

De acordo com um modelo de preço baseado criado pelo usuário do Twitter “Data Dater”, o Bitcoin começará em breve sua recuperação.

O modelo é baseado na análise do múltiplo da razão de fluxo de ações do Bitcoin (Stock-to-Flow Multiple) e mostra que o BTC começará uma tendência de alta nova e muito mais leve até maio de 2020. 

Se o analista estiver certo, o Bitcoin subirá 25%, para US$ 10.000, até meados de novembro, atingirá um pico local de US$ 11.500 em janeiro e depois cairá de volta para US$ 11.000.

Caso o modelo seja 100% completo, o Bitcoin subirá cerca de 90% do preço atual de US$ 8.000 para atingir US$ 15.500 na data aproximada do halving em maio de 2020.

O halving é um evento que acontece a cada quatro anos na rede Bitcoin onde a recompensa dos mineradores gerada por cada bloco minerado cai pela metade. No ano que vem a recompensa cai de 12.5 BTCs a cada dez minutos para 6.25 BTCs.

Isso causa um choque na quantidade de BTCs que entram no mercado diariamente e reforça a característica da escassez do ativo digital.

Muitos estão otimistas com o halving do Bitcoin em maio de 2020, mas segundo algumas grandes figuras da indústria o preço pode não apresentar uma reação tão imediata quanto se acredita.

De acordo com Jihan Wu, co-fundador da gigante de mineração de Bitcoin Bitmain, talvez o evento não tenha muita influência no curto prazo. Ele disse, em uma recente conferência sobre mineração, que "uma 'bull run' do Bitcoin pode não seguir o halving no próximo ano".

Seu argumento também é apoiado por um relatório da Strix Levithan que descobriu que, se você se aprofundar nas estatísticas, pode descobrir que os halvings não têm um efeito material e consistente nos mercados de criptomoedas que possuem reduções de recompensa em bloco.

O Litecoin - uma das maiores criptomoedas em capitalização de mercado - também teve um halving em sua rede recentemente e o Cointelegraph mostrou como o mercado absorveu o evento.