Governo sul-coreano anuncia o segundo grupo de estudo para regulamentações de blockchain

O Ministério da Ciência e Tecnologia da Coréia do Sul vai liderar um estudo para regulação de blockchain, conforme informou a agência Yonhap News em 21 de maio.

O estudo é chamado de “Blockchain Regulation Improvement Study Group” e faz parte de uma iniciativa do braço de ciência e tecnologia do governo para descobrir como as regras poderiam ser melhoradas para que a tecnologia blockchain pudesse alcançar uma adoção institucional generalizada.

O Blockchain Regulation Improvement Study Group foi lançado em junho do ano passado, focado na regulação legal de tecnologias ligadas a blockchain como privacidade de dados, contratos inteligentes, documentos eletrônicos e assinaturas digitais, e a aplicação de sistemas de computação distribuída.

O grupo de pesquisa deste ano se concentrará em cinco áreas institucionais nas quais a tecnologia blockchain pode alcançar ampla adoção: logística e distribuição, serviços públicos, saúde, finanças e energia.

Seul, capital da Coreia do Sul, pode começar a usar blockchain para suas carteiras de identidade. A tecnologia permitiria aos portadores dos cartões verificar facilmente sua identidade e ter acesso a serviços administrativos.

O prefeito de Seul, Park Won-soon, observou que a capital também já implementou outros serviços administrativos baseados em blockchain, como o voto eletrônico em celulares. Além disso, o governo de Seul afirmou que destinou mais de US $ 1 bilhão para financiar startups de blockchain e fintech nos próximos 3 anos.

Como já publicado pelo Cointelegraph, governos em países ao redor do mundo planejam implementar estratégias blockchain para o desenvolvimento econômico, incluindo Nova Zelândia, Alemanha, Austrália, e os Emirados Árabes Unidos (EAU).