Casa de câmbio de cripto sul-coreana Bithumb emitirá seu próprio token em Cingapura

A Bithumb, principal grupo de criptomoedas da Coreia do Sul, revelou recentemente planos de emitir seu próprio token, o Bithumb Coin, em uma Oferta Inicial de Moedas (ICO), informou a TokenPost na quinta-feira, 19 de abril.

De acordo com o relato, a venda de token da Bithumb será realizada em Cingapura, uma vez que as  ICO's estão proibidas na Coreia do Sul. A Bithumb está se concentrando em grandes investidores em vez de investidores individuais. A casa de câmbio não confirmou quando a moeda deve ser lançada, ou o tamanho do empreendimento, de acordo com o TokenPost.

A Bithumb não é a primeira casa de câmbio cripto a lançar seu próprio token. Em janeiro, a empresa de câmbio de cripto chinesa Huobi anunciou seus plans de emitir o Huobi Token (HT), que seria limitado a 500 milhões de tokens. A Huobi observou que o token não seria uma ICO, alegando que somente usuários ativos da plataforma de negociação poderiam receber o HT.

A Comissão de Serviços Financeiros da Coreia do Sul (FSC, na sigla em inglês) anunciou a proibição de ICO's no final de setembro de 2017, citando o aumento dos riscos de fraudes financeiras como um motivador. Em março, a Cointelegraph informou que o governo sul-coreano revelou planos  às autoridades financeiras locais para legalizar as ICO's. Embora a FSC permaneça cética em relação às ICO's, as autoridades financeiras locais estão tentando autorizá-las, permitindo com sistemas rigorosos de Coneça Seu Cliente e de Antilavagem de Dinheiro.

Algumas casas de câmbio de criptomoeda sul-coreanas já estão buscando abrir filiais no exterior. No início desta semana a Coinone, a terceira maior casa de câmbio cripto da Coreia do Sul, anunciou seus planos de lançar um casa de câmbio na Indonésia em junho.