Menor divisão do Bitcoin, Satoshi pode passar a valer mais que Bolívar Venezuelano em breve

A menor unidade de divisão do Bitcoin, o Satoshi, está bem perto de passar a valer mais do que o Bolívar Venezuelano - a moeda oficial do país latino-americano.

Um Satoshi representa 0,00000001 BTC e vale aproximadamente 0,0000965 dólares americanos (USD). Por outro lado, um único Bolívar vale atualmente apenas 1,21 satoshis - a moeda venezuelana chegou a valer 1,08 satoshis apenas alguns dias atrás, quando o BTC bateu US$ 13.500.

No entanto, como desde novembro de 2018, o Bitcoin (BTC) quase triplicou em relação ao Bolívar Venezuelano (VEF) e como a economia da Venezuela não dá sinais de recuperação, é bastante provável que o Bolívar passe a valer menor de um Satoshi muito em breve.

Grande parte da razão para o BTC aproximar-se do valor do VEF é a hiperinflação sofrida pela moeda venezuelana. Nos últimos 10 anos, o Bolívar viu seu valor como uma moeda fiduciária quase entrar em colapso quando a economia local encolheu como resultado de sanções econômicas e instabilidade política.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima que Bolívar atingirá a inflação de 10 milhões por cento em 2019. Para ajudar a melhorar a utilidade do Bolívar, o Banco Central da Venezuela começou a distribuir notas de maior valor, como 10.000, 20.000 e 50.000 Bolívares.

Antes da introdução das novas notas maiores, as pessoas eram obrigadas a carregar grandes quantidades de dinheiro para pagar por coisas simples como mantimentos.

Uma recente reportagem da Reuters mostrou que pilhas de Bolívares eram necessárias para comprar itens básicos como um quilo de tomates ou um rolo de papel higiênico. Uma compra completa, mesmo para uma família pequena, exigiria que as pessoas carregassem vários sacos de notas de Bolívar.

Durante esse mesmo período de tempo, o Bitcoin (BTC) apresentou uma grande valorização de mercado. Uma unidade de BTC explodiu para até US$ 20.000 em 2017 e atualmente está em torno da marca de US$ 9.600 (valor atualizado às 15h45 de 16/7).

A moeda venezuelana não é a única que vem enfraquecendo em relação ao Bitcoin. Durante a ultima subida no preço do Bitcoin, um único Satoshi chegou a valer mais que uma unidade das seguintes moedas nacionais: Rial do Irã, Dong do Vietnã, Rupia da Indonésia, Franco da Guiné, Leoni de Serra Leoa, Kip de Laos e Som do Uzbequistão.

A situação econômica do país vizinho parece estar cada vez pior. Em meio à enorme inflação, o governo tenta vários artifícios com sua criptomoeda Petro para tentar reestabelecer a saude financeira da Venezuela. Conforme reportado pelo Cointelegraph, o presidente Maduro recentemente deu “ordens expressas para abrir balcões do Petro em todas as filiais do Banco de Venezuela”.