Centro médico de Seul lança projeto de tecnologia blockchain com Ministério da Ciência e TI coreano

Um grande hospital da capital da Coréia do Sul anunciou planos de lançar uma plataforma baseada em blockchain com objetivo de aprimorar seus serviços médicos. A notícia foi revelada pelo Daily Medi, uma rede de notícias focada em medicina coreana, em 17 de março.

De acordo com a publicação, o projeto “Smart Hospital” foi desenvolvido em parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia coreano e o Seoul Medical Center, com o objetivo de aprimorar a precisão de dados e reduzir o tempo de processamento para o já mencionado hospital. O artigo ainda diz:

“O Seoul Medical Center vai construir uma plataforma automatizada, personalizada e de informação médica integrada ao fornecer a entrega de receitas eletrônicas, emissão de certificados e pedidos de seguridade através do sistema baseado em blockchain.”

O Hospital Inteligente é parte dos planos de projetos públicos baseados em blockchain em desenvolvimento emitidos em dezembro pela Agência de Segurança e Internet da Coréia do Sul, uma sub-organização do Ministério da Ciência e Tecnologia da Informação sul-coreano, com objetivo de promover a implementação de tecnologia blockchain na indústria doméstica.

De acordo com a publicação, o projeto Smart Hospital tem previsão de lançamento para abril.

Como o Cointelegraph publicou em 19 de fevereiro, para promover os projetos de blockchain no país, o governo da capital da Coréia do Sul anunciou o estabelecimento do "Fundo de Crescimendo e Inovação de Seoul", com a meta de investir mais de US$ 1 bilhão em startups blockchain e fintech até 2022.

No último novembro, o Myongji Hospital, outro grande hospital sul-coreano localizado na cidade de Goyang, assinou um Memorandum of Understanding com uma empresa IT local para desenvolver uma plataforma de serviços médicos apoiada em tecnologia blockchain, como o Cointelegraph noticiou em 13 de novembro.