Governo da cidade de Seul indica membros para a Equipe de Liderança Blockchain

O Governo Metropolitano de Seul na Coréia do Sul, emitiu cartas de nomeação para sua Equipe de Liderança Blockchain para integrar tecnologia blockchain aos serviços de administração da cidade. A notícia foi anunciado pela firma de redes blockchain ICON em 8 de fevereiro.

A Equipe de Liderança Blockchain de Seul foi formada pelo Governo Metropolitano, com o objetivo de investigar os benefícios do blockchain na administração da cidade em várias áreas, incluindo verificação de documentos digitais e pagamento de subcontratos.

A equipe é formada por 100 participantes entre 21 e 77 anos, incluindo estudantes universitários, funcionários corporativos, desenvolvedores e outros. Dentro da iniciativa, os membros da equipe testarão a versão piloto dos serviços de administração baseados em blockchain, e deverão fornecer comentários e recomendações entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020.

Para emitir cartas móveis de nomeação, o Governo Metropolitano de Seul teria escolhido o blockchain público do ICON que supostamente garantiria contra falsificação e emissão falsa. JH Kim, membro do conselho da Fundação ICON e CEO da ICONLOOP, disse que a empresa "espera um aumento no uso da blockchain em serviços públicos liderados pelo governo, e esta emissão de carta de nomeação é um ponto de partida para mostrar um exemplo claro de como blockchain pode ser usado no governo.”

Em janeiro, Yeongdeungpo-gu da Coréia do Sul - um distrito administrativo no sudoeste de Seul - anunciou que pretende reforçar a transparência administrativa através da aplicação de um sistema de avaliação baseado em blockchain. O distrito supostamente planeja expandir o sistema para todo o departamento, bem como para outros municípios.

Também naquele mês, a Administração do Programa de Aquisição de Defesa da Coreia do Sul (DAPA) lançou um piloto para o desenvolvimento de aplicações blockchain para a indústria de defesa, onde o governo  está planejando fornecer subsídios de até 600 milhões de won sul-coreanos (cerca de US$ 530.000) para cada projeto.