SBI deslista o BCH e mantém o BSV, enquanto outras grandes exchanges deslistam o BSV

A gigante de serviços financeiros japonesa SBI Holdings vai deslistar o Bitcoin Cash (BCH) de sua exchange de moedas virtuais em junho de 2019, segundo matéria do Cointelegraph Japão de 16 de abril.

A SBI Virtual Currencies anunciou oficialmente seus planos de deslistar o Bitcoin Cash, enquanto vai continuar apoiando o Bitcoin Satoshi Vision (BSV) — uma criptomoeda criada de uma hard fork do Bitcoin Cash.

O Bitcoin Cash é a primeira hard fork para a grande criptomoeda Bitcoin (BTC), que foi criada em agosto de 2017. Por outro lado, o Bitcoin SV é uma versão hard fork do Bitcoin Cash, e é liderado pelo autoproclamado criador do Bitcoin, Craig Wright.

A iniciativa vem na onde de uma série de plataformas de negociação cripto que têm deslistado o BSV. Ontem, a grande exchange Binance oficialmente anunciou que vai deslistar o BSV e encerrar as transações em todos os pares de negociação para BSV em 22 de abril.

A deslistagem da Binance foi na sequência de uma polêmica no mundo cripto, com o CEO da Binance Changpeng Zhao (CZ) alertando que iria deslistar o Bitcoin SV se Wright não parasse de se proclamar o verdadeiro Satoshi Nakamoto. Em resposta, a comunidade cripto reagiu às declarações de CZ ao pedir que várias exchanges deslistassem o BSC e lançassem a hashtag #DelistBSV.

Yoshitaka Kitao, CEO e diretor da SBI Holdings, já havia criticado a hard fork do Bitcoin Cas, que foi lançada em novembro de 2018. Como o Cointelegraph noticiou, Kitao aparentemente tem conexões com o fundador do BSC, com Wright revelando seu relacionamento próximo em janeiro, demonstrando que ele e Kitao haviam se encontrado e dizendo que ele considerava Kitao como "um amigo e um homem que respeito muito".

No momento desta publicação, o Bitcoin Cash, a quinta maior criptomoeda em valor de mercado, tem alta de 5,5% nas últimas 24 horas, negociado em US$ 314, enquanto o BSV caiu mais de 21% no dia, negociado em US$ 55, de acordo com dados do CoinMarketCap.