Sberbank patenteia solução blockchain que seria pioneira entre bancos na Rússia

O maior banco da Rússia , o estatal Sberbank, será pioneiro em uma solução blockchain para acordos de recompra - conhecidos como repo.

Segundo o Sberbank anunciou em comunicado de 19 de novembro, o banco recebeu uma patente para a solução, que usa a tecnologia de contratos inteligentes para automatizar transações de recompra entre partes.

Mercados repo

Os acordos de recompra são amplamente utilizados nos mercados de financiamento atacadista e servem como um veículo para bancos e outras instituições acessarem liquidez por meio de contratos de financiamento de curto prazo, garantidos por valores mobiliários associados.

Em uma transação de recompra, um banco (ou outra entidade) compra um título e paga a compra revendendo-o imediatamente por um período - de apenas um dia até três meses - com o compromisso de recomprá-lo a um preço acordado.

Os acordos de recompra são, portanto, instrumentos altamente maleáveis para atender às necessidades de financiamento e liquidez de diferentes instituições financeiras e desempenhar um papel central no sistema bancário global.

Reduzindo riscos de contrapartes

De acordo com o anúncio do Sberbank, o banco seria o primeiro na Rússia a patentear uma solução de acordos de recompra com um sistema de execução baseado em blockchain.

Usando a solução, as contrapartes de acordo de recompra assinam um contrato inteligente através de assinaturas eletrônicas com um registro distribuído; o contrato é inicialmente usado para automatizar a transferência de fundos e valores mobiliários entre as partes.

A solução do Sberbank inclui um mecanismo para monitorar o preço de mercado do títulos garantidos a longo do prazo (ou vencimento) do repo. Com base nesses dados, o contrato faz pagamentos às partes para liquidar o negócio automaticamente.

O Sberbank observa que sua solução compreende o ciclo de vida do repo de ponta a ponta, que diz eliminar o risco de contrapartes e, ao fazer isso, poderia se traduzir em financiamento mais acessível.

Uma instituição do tipo "blockchain, não Bitcoin'

O Sberbank tem buscado ativamente o desenvolvimento de blockchain em vários aspectos de seus negócios, mas não oferece mais serviços relacionados a criptomoedas.

Em maio de 2019, o Cointelegraph noticiou que o banco interrompeu seus planos de negociação de criptomoedas porque o Banco Central da Rússia ainda se opõe à adoção do espaço criptográfico. Na época, o vice-presidente do Sberbank, Andrey Shemetov, disse que o banco aguarda a adoção de legislação decisiva sobre criptomoedas antes de avançar com planos mais sérios.

Em junho, o CEO do Sberbank Herman Gref confirmou a escolha do banco de não desenvolver ofertas relacionadas a criptomoedas, observando que a instituição estava focada no desenvolvimento de soluções blockchain para serviços financeiros.