Criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, está morto, diz Arthur Hayes da BitMEX

O criador do Bitcon, Satoshi Nakamoto, estaria morto de acordo com o diretor executivo da BiTMEX, Arthur Hayes, em entrevista concedida para a Bloomberg publicada em 19 de setembro.

"Acho que ele(s já estão mortos", declarou destacando que, para ele, não houve um criador para o Bitcoin mas uma ´série de pessoas usando um pseudonimo comum.

Hays não forneceu qualquer evidência para comprovar sua opnião nem tampouco os nomes de quem ele acredita ser o criador do BTC, entretanto, entre os nomes cogitados até hoje como 'criadores' do Bitcoin e que estariam mortos, se enquadram Hal Finney que ainda em vida negou ser o criador e evidências de sua wallet tornada pública revelam que dados que não 'batem' com os de Satoshi.

Outro suposto criador do Bitcoin que já teria falecido é Dave Kleiman, considerado um mago na criptografia. Sua família ganhou na justiça uma importante batalha contra Craig Wright que foi condenado a restituir valores que supostamente teriam sido furtados de Kleiman por Wright. Hayes no entanto não comentou o assunto.

Além de sua opinião sobre o criador do Bitcoin, Hayes também fez previsões sobre o preço da principal criptomoeda do mercado e reforçou que o Bitcoin chegará a US$ 20.000 em um ano e a US$ 100.000 em três anos.

Hayes também destacou que as criptomoedas "definitivamente não" são uma ameaça para as moedas soberanas e, na verdade, tornaria as coisas "melhores para os governos, porque elas podem rastrear as coisas melhor em suas moedas nativas, o que não podem fazer com dinheiro físico".

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente, o economista e analista declaradamente contra as criptomoedas, Nouriel Roubini, disse que há “evidência esmagadora de fraude e abuso desenfreados” no espaço dos criptoativos. 

Roubini, professor da Stern School of Business da NYU, também apontou especificamente para as políticas de conformidade ea exchange de criptomoeda BitMEX em um ensaio intitulado "The Great Crypto Heist". De acordo com Roubini, fontes anônimas da BitMex disseram a ele que os criminosos realizam uma enorme quantidade de lavagem de dinheiro na exchange, fato negado pela BitMEX.

“Os insiders da BitMEX me revelaram que essa exchange também é usada diariamente para lavagem de dinheiro em larga escala por terroristas e outros criminosos da Rússia, do Irã e de outros lugares; a exchange não faz nada para impedir isso, pois lucra com essas transações ”.