Vice-diretora do Banco Central da Rússia: a Blockchain Tech ainda precisa "amadurecer"

Primeira vice-diretora do Banco Central da Rússia, Olga Skorobogatova disse que a tecnologia blockchain ainda não está “madura” o suficiente para uso em escala industrial, informou a mídia local hoje, 26 de maio.

Durante uma discussão no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, Skorobogatova sugeriu que a tecnologia emergente ainda requer melhorias. Segundo ela, a tecnologia ainda não foi aplicada em escala industrial, exceto pelo uso de criptomoedas, como o Bitcoin. A vice-diretora concentrou-se na segurança e na escalabilidade como questões-chave que ainda precisam ser resolvidas antes que a implementação em escala industrial possa decolar.

Skorobogatova dividiu aplicações blockchain em dois casos de uso principais. Em primeiro lugar, sistemas blockchain que oferecem uma infraestrutura de liquidação distribuída, como Corda e Ripple, que podem ser usados ​​para o processamento de pagamentos dos bancos. Em segundo lugar, plataformas blockchain que fornecem funcionalidade de contrato inteligente, como Ethereum e Hyperledger.

"Tecnologia em prol da tecnologia é inútil“, Skorobogatova disse, acrescentando que 2018 seria o ano em que a Rússia e a comunidade internacional viria a ‘uma compreensão pragmática’ dos fins para os quais blockchain é benéfico, após o que iria fazer a transição para lidar com a realização em escala industrial.

Skorobogatova já falou de blockchain como “uma tecnologia revolucionária [que] certamente precisa ser investida”, enquanto destaca que entender os riscos associados e como gerenciá-los era essencial para o setor financeiro convencional. Integração totalmente controlada exigiria “sete a dez anos”, de acordo com sua estimativa em junho do ano passado.

Apenas nesta semana, foi divulgada a notícia de que a primeira ICO oficialmente regulamentada do país seria testada usando a caixa de areia regulamentar recém-estabelecida pelo banco central russo, com o grande Sberbank estatal atuando como o investidor âncora do projeto.

Também nesta semana, o parlamento russo aprovou a primeira de três leituras de novas leis que regulam as indústrias de cripto e blockchain, que definem criptomoedas e tokens cripto como propriedade.