Rússia: Tribunal municipal de São Petersburgo anula bloqueio de 40 sites relacionados ao Bitcoin

O tribunal municipal da segunda maior cidade da Rússia, São Petersburgo, anulou a decisão anterior de uma audiência em primeira instância sobre proibir 40 sites relacionados ao Bitcoin junto à federação russa , informou a fonte de notícias local RIA Novosti nesta quita-feira, 27 de Fevereiro.

Em Julho de 2017 , o tribunal do distrito de Oktyabrsky em São Petersburgo concedeu uma ação no ministério público da cidade e decidiram bloquear 40 sites relacionados com Bitcoin.

No início de março de 2017, os promotores arquivaram uma ação judicial para proibir sites como Bestchange.ru e 24paybank.com porque eles estavam "espalhando informações" sobre moeda digital que "não é apoiada por nenhum recurso real e não fornece informações sobre seus proprietários. "

Como resultado, o tribunal do distrito Oktyabrsky decidiu proibir 40 sites com base no argumento de que:

"Criptomoedas, incluindo o Bitcoin, são um substituto do dinheiro que contribuem para o crescimento da economia informal e não podem ser usados por cidadãos e entidades jurídicas da federação russa. O fluxo livre de informações sobre moedas digitais implica o uso ativo de criptomoedas no tráfico de drogas ilícitas, armas ilegais, documentos falsificados e outras atividades criminosas ".

Na terça-feira, o tribunal municipal de São Petersburgo revisou o recurso interposto pelo centro de direitos digitais com sede em Moscou e anulou a decisão. De acordo com um representante de imprensa, um órgão diferente do tribunal se reunirá para considerar o caso.

No mesmo dia, em 27 de Fevereiro, Bill Gates provocou uma reviravolta no Reddit quando ele afirmou que as criptomoedas são usadas para comprar drogas ilegais e "causaram mortes de maneira bastante direta".

No início desta semana, a Cointelegraph relatou que o criador da criptomoeda PRISM, Yury Mayorov, foi seqüestrado em Moscou e roubado em 300 Bitcoins, aproximadamente $3 milhões no momento desta publicação, bem como $20.000 e três iPhones.