De estrela da NFL a educador do Bitcoin em 2 anos: este é Russell Okung

Tackle esquerdo do Los Angeles Chargers e estrela da NFL, Russell Okung organizou uma conferência Bitcoin (BTC) para aumentar o conhecimento e a adoção da criptomoeda.

Entre os palestrantes do evento, realizado em Los Angeles em 1º de setembro, estavam o desenvolvedor do Bitcoin Jimmy Song, o cofundador da Morgan Creek Digital Assets, Anthony Pompliano, o analista da eToro Mati Greenspan e o podcaster de cripto Peter McCormack.

Algo lá de 2017?

Alguns comentaristas do Twitter responderam com um ceticismo desgostoso à rápida conversão de Okung em um defensor da criptomoeda: um deles caracterizou a cripto como "a coisa mais importante de 2017", em referência ao hype em torno do setor antes de sua histórica temporada de alta no inverno de 2017.

Outros ainda acreditam que o entusiasmo de um jogador da NFL de alto perfil pode atrair uma valiosa atenção da mídia para o setor e espalhar a conscientização sobre o Bitcoin entre o grande público.

Isso é mencionado na assinatura do evento, que declara que "a missão do Bitcoin é sua adoção pelo mainstream".

O participante Mati Greenspan resumiu os principais pontos da palestra de Okung, em que a estrela do esporte revelou que a história de sua família e a experiência de restrições bancárias na Nigéria haviam catalisado sua consciência da necessidade de os indivíduos terem autonomia financeira. Okung disse a McCormack:

"Quando alguém me pergunta 'O que é Bitcoin?', Eu sempre respondo 'O que é liberdade?'"

Em sua introdução no evento, Okung escreveu que planeja criar outros eventos e colaborar com várias marcas e inovadores para promover a visão do criador do Bitcoin, Satoshi. "A revolução econômica global é o objetivo", afirma.

O apelo do craque

Nesta primavera, o Cointelegraph publicou uma análise explorando o impacto positivo - e as possíveis armadilhas - dos endossos de celebridades do setor de criptomoedas, de estrelas do esporte a atores de Hollywood.

No início deste mês, foi solicitado ao lendário boxeador profissional americano Mike Tyson que refutasse notícias notícias que apresentavam seu suporte a uma plataforma baseada em blockchain para lutadores chamada Fight to Fame, que posteriormente foi acusada de ser um esquema fraudulento.