Parceria com Ripple vai permitir criação de cursos, disciplinas e eventos sobre blockchain na USP, afirma reitoria da universidade

 

A parceria entre a University Blockchain Research Initiative (UBRI) e a Universidade de São Paulo (USP) vai permitir à instituição brasileira a criação de cursos, disciplinas e eventos sobre a blockchain, afirmou ao Cointelegraph, nesta sexta-feira, 8 de fevereiro, Antonio Mauro Saraiva, assessor da Pró-Reitoria de Pesquisa e um dos coordenadores do projeto.

A UBRI, mais conhecida como a “Universidade da Blockchain”, é uma iniciativa global criada pelo Ripple em 2018 que tem como objetivo apoiar pesquisas acadêmicas, desenvolvimento técnico e inovação em blockchain, criptomoedas e meios de pagamento digitais.

A parceria com a USP foi anunciada pelo Ripple na última quinta-feira, 7 de fevereiro.

Em entrevista ao Cointelegraph, o professor Antonio Mauro Saraiva explicou que, embora o montante que a USP irá receber ainda não esteja definido, “os recursos permitirão um elenco bastante interessante de atividades”, garante Saraiva.

A parceria será de quatro anos e compreenderá disciplinas formais, cursos e eventos abertos ao público, além de atividades de pesquisa com recursos para bolsas.

De acordo com um comunicado antecipado pela USP ao Cointelegraph Brasil, a iniciativa irá reunir “pesquisadores de diferentes áreas de conhecimento e Unidades de pesquisa, como a Escola Politécnica (Poli), a Faculdade de Direito (FD), a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e o Instituto de Matemática e Estatística (IME), além de contar com o apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI).”.

“Estamos muito animados para desenvolver estudos interdisciplinares e fortalecer a colaboração entre esses institutos por meio da parceria UBRI”, diz o professor da Poli e também coordenador da iniciativa, Marcos Antonio Simplício no comunicado.

O comunicado destaca ainda que “a comunidade acadêmica desempenha um papel vital para impulsionar a adoção e o desenvolvimento de novas aplicações da blockchain. Iniciativas como a UBRI enriquecem os programas de blockchain nas universidades de pesquisa, ajudando-as a preparar a próxima geração de líderes empresariais e empreendedores.”

A USP foi procurada pelo Ripple em 2018 e a oferta de atividades deve ter início em março, com a conclusão do acordo entre as partes.

O programa já tem 29 instituições de ensino ao redor do mundo dedicadas à promoção de pesquisa sobre conceitos e aplicações da tecnologia blockchain.