CEO da Ripple: até mesmo os 'Golias' bancários terão que adotar inovação cripto e blockchain

O CEO da Ripple Brad Garlinghouse disse que os maiores bancos têm uma razão forte para adotar inovação cripto e blockchain, apesar da aparente ameaça que elas representam a seu atual oligopólio. O CEO deu as declarações em entrevista ao podcast Recode Decode podcast com Kara Swisher em 20 de maio.

Na entrevista, Garlinghouse ressaltou que a abordagem da Ripple é trabalhar com instituições financeiras e reguladores - e não contra o sistema. Ele argumentou que a idéia de transações anônimas debatidas em governos e outras autoridades não prevalecerá, dadas as preocupações regulatórias globais sobre lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

Em vez disso, o CEO — declaradamente controverso, dentro do contexto cripto - afirmou:

“Não acho que bancos e governos irão se distanciar. Bancos estão aplicando um framework regulatório muito importante que eu acho que é importante pra sociedade. Eu pessoalmente acredito que os bancos vão continuar fazendo seu papel, eles são bons nisso. Acho que essa é uma nova série de tecnologias que pode beneficiá-los para crescer seus negócios”.

Com os bancos enfaticamente como parte da solução, na visão de Garlinghouse, ele abordou as vantagens e as possíveis resistências que surgem na interseção entre a esfera cripto e as finanças tradicionais.

Com as tecnologias do XRP e da Ripple com objetivo de diminuir significativamente os custos de remessas para transferência de valores entre fronteiras, o CEO notou que as reações devem ser diferentes para bancos regionais e os chamados bancos do centro financeiro de primeira linha.

Para os bancos regionais - usando o Wells Fargo como exemplo - ele observou que a vontade de adotar as eficiências oferecidas pelas tecnologias blockchain e cripto é muito mais alta no início, alegando que:

"99% dos bancos amam o que estamos fazendo, porque estamos democratizando algo antes controlado por um pequeno número de bancos, seus concorrentes."

Sobre os bancos financeiros de primeira linha, Garlinghouse admitiu que seu atual controle oligopolístico do setor bancário enfrenta uma ameaça potencial de novas tecnologias e fluxos de capital - com o Citibank, por exemplo, supostamente fazendo cerca de "US$ 8 bilhões em lucro no ano passado de outros bancos".

HPorém, owever — já que as transações cripto em conformidade com a KYC oferecem meios de reduzir drasticamente custos de remessas e oferecer menos atrito — o CEO disse que até o "maior dos maiores" bancos vai ser pressionado a explorar as tecnologias, para prevenir que evitar que "Golias" corporativas como a Amazon os antecipem.

Como noticiado, o megabanco dos Estados Unidos JPMorgan Chase anunciou no fim do ano passado que vai lançar deu anunciou que lançaria seu próprio ativo digital de liquidação nativa com blockchain, chamado “JPM Coin.”