Relatório: Dois executivos da R3 estão deixando seus cargos em meio à ampla reorganização da empresa

Dois executivos do consórcio blockchain R3 estão suportamente planejando se afastar da empresa em meio a uma grande reorganização interna, informaram fontes familiarizadas com a situação em 26 de janeiro.

A R3 é uma empresa de software corporativo que se concentra na tecnologia de banco de dados distribuído. Ela lidera um consórcio de mais de 200 membros, como instituições financeiras, bancos, associações comerciais e empresas fintech.

Fontes dizem que a R3 informou seus funcionários em reuniões na sexta-feira, 25 de janeiro, que o chefe de serviços globais e diretor executivo Brian McNulty e o diretor administrativo Laurel Carroll estavam saindo da empresa. Nem McNulty nem Carroll responderam ao pedido de comentários ou confirmação da Cointelegraph até o momento.

De acordo com pessoas familiarizadas com a situação, um memorando enviado aos funcionários pelo CEO da empresa, David Rutter, observa a criação de uma nova equipe de design liderada pelo cofundador Todd McDonald, que trabalhará tanto no design quanto no marketing de produtos. Anteriormente, o gerenciamento de produtos estava na divisão de engenharia.

Outras mudanças relatadas pelo memorando são a criação de uma nova equipe de produção que desenvolverá a tecnologia da empresa, liderada pelo engenheiro-chefe James Carlyle e o escritório do conselho geral está sendo fundido com o departamento de assuntos externos que agora será liderado pelo diretor Charley Tanoeiro.

A R3 não respondeu ao pedido da Cointelegraph de comentários ou confirmação sobre as alterações até o momento desta publicação.

Além disso, a criação de uma nova equipe corporativa e financeira, liderada pelo diretor financeiro Paul Harris é observada no memorando. O memorando também descreveu pequenas mudanças como recrutamento adicional e recursos humanos e de negócios para as funções do chefe de gabinete Zack Kavanaugh, bem como uma busca por um diretor de receita para liderar a equipe de vendas.

Em junho de 2018, a Fortune publicou um artigo informando que a R3 estava ficando sem dinheiro, afirmações que Cooper negou em comentários à Cointelegraph, observando que eles têm fundos suficientes para o futuro depois de arrecadar mais de 120 milhões de dólares no total à época.

Mais recentemente, o ING, banco internacional holandês, assinou um contrato com a R3 para acesso a sua plataforma blockchain comercial.

Além disso, no início deste mês, a R3 anunciou o lançamento de sua Rede Corda, que será operada e supervisionada por uma organização sem fins lucrativos recém-criada, a Fundação Corda Network.