Tezos pode testar sua primeira hard fork administrada por proprietários de tokens

Depois de três meses, um voto de governância da Tezos (XTZ), blockchain habilitada com contratos inteligentes públicos, iniciado em 28 de fevereiro, foi concluído — e programado — três meses depois, em 28 de maio.

A rede de notícias de criptomoedas Coindesk noticiou ontem que o processo de votação aprovou a atualização — chamada Athens A — e que sua implementação está para acontecer. A Tezos é chamada de blockchain proof-of-stake de "auto-emenda" (self-emending), o que significa que ela tem um sistema de atualização integrado que é gerido pelos votos dos proprietários de moedas.

A atualização Athens A teria sido a primeira a passar pelo processo de "auto-emenda" e vai diminuir o requisito de "baking" (equivalente a mineração) para 8.000 XTZ e aumentar o limite de gás, facilitando a implementação de contratos inteligentes. A atualização tem sua ativação esperada para o bloco 458.752.

Como o Cointelegraph noticiou em agosto do ano passado, a Tezos Foundation anunciou que vai emitir garantias financeiras para instituições de pesquisa para desenvolvimento de tecnologia blockchaincontratos inteligentes.

The development of the blockchain tezos (XTZ)

Em março, a importante exchange e serviço de carteiras Coinbase declarou que iria começar a adotar o Tezos, com suporte para o token de governância Maker (MKR) da organização autônoma descentralizada (DAO) MakerDAO e outros tokens que seriam adicionados ainda neste ano.

Recentemente, a Equipe Interina de Riscos da Maker Foundation comandou uma votação no Executivo no sistema de votação após os votos de detentores de token Maker (MKR) não atingirem o quórum do mês, com objetivo de permitir o aumento da taxa de estabilidade do DAI.