Relatório: Mineração cripto "escondida" é muito mais prevalente em faculdades do que em outras indústrias

Tanto a mineração de criptomoedas quanto o "cryptojacking" estão se tornando mais predominantes em todo o campi universitário do que em qualquer outro setor, de acordo com uma postagem publicada em 29 de Março pela empresa de monitoramento de ataques cibernéticos Vectra.

A empresa (Vectra) analisou cinco indústrias onde a mineração cripto - que o blog define como “um comportamento de ataque oportunista que usa "botnets" para criar um grande "pool off" (conjunto)de poder computacional”, combinando incorretamente a mineração de cripto e o "cryptojacking" -isso ocorreu de Agosto de 2017 a Janeiro. 2018, concluindo que o "ensino superior" vê mais mineração do que as outras quatro indústrias combinadas.

5 principais indústrias de Bitcoin

As universidades não são capazes de monitorar suas redes tão estritamente quanto as grandes empresas, “na melhor das hipóteses, aconselhando os estudantes sobre como se proteger e a universidade instalando cotas do sistema operacional e criando consciência sobre e-mails de phishing, sites suspeitos e anúncios na web”, deixando o campi mais aberto à esquemas de cryptojacking. A postagem do blog observa que, dada a "fonte gratuita de energia" fornecida pelas universidades aos seus alunos (o que significa gratuitamente para os alunos, não em essência "gratuito), "as grandes populações estudantis são pastos ideais para os cryptojackers".

Os estudantes, em vez de criptojackers maliciosos, aproveitando-se desse “poder livre” são “simplesmente oportunistas, à medida que o valor das criptomoedas aumentaram no ano passado”, diz a postagem do blog da Vectra.

Joey Dilliha, um estudante da Western Kentucky University, disse ao site de notícias financeiras MarketWatch que ele minerou criptomoedas com um Antminer Bitmain em seu quarto com a eletricidade gratuita de sua escola. ":

“Acredito que mais pessoas possam estar fazendo isso. É uma maneira divertida e legal de se introduzir no mercado de mineração. ”

Dilliha acrescenta que, como o equipamento de mineração é realmente um item proibido em seu dormitório - devido a ser um risco de incêndio - ele precisa “desligá-lo e colocar um cobertor sobre ele” durante os “dias de verificação do dormitório”, acrescentando que “ o conselheiro residente gosta de entrar e falar sobre isso comigo.

Em janeiro deste ano, a Stanford University postou um alerta contra a mineração cripto no campus, uma vez que os recursos escolares “não devem ser usados para ganhos financeiros pessoais”, além de citar o chefe de segurança da informação da escola:

“A mineração de criptomoeda é mais lucrativa quando os custos de computação são minimizados, o que infelizmente levou a sistemas comprometidos, uso indevido de equipamentos de computação nas universidades e dispositivos de mineração que usam o poder do campus para uso pessoal”.

A Vectra também observa os problemas com a mineração de criptomoedas e o uso de cryptojacking como “nova ação que esconder sérios problemas de segurança; [...] impactando a reputação do endereço IP de uma organização (...) ; (permitindo) que criminosos cibernéticos (comprem) acesso a computadores comprometidos para lançar ataques direcionados contra universidades. ”

A postagem do blog da Vectra, que já confundiu várias vezes a criptomoeda e o crypjacking, entra em detalhes sobre a mecânica do crypjacking, mencionando a Coinhive e a CryptoNight baseada no algoritmo Monero como formas comuns de cryptojacking.

A Cointelegraph relatou recentemente sobre a ética do crypjacking, citando os dois casos em que foi pedida permissão antes de tomar o poder de processamento de um computador para mineração (como o Salon.com ) assim como uso malicioso ou desconhecido, como casos (como oShowtime e o Telecom Egypt ).

Em conclusão ao seu post no blog, Vectra escreveu:

"O cryptojacking e a criptomoeda é um empreendimento lucrativo e oportunista que provavelmente aumentará à medida que substituir ransomware e adware como um método de fato para indivíduos que querem ganhar dinheiro rápido."