Reportagem: ex-executivo do Barclays junta-se à Fidelity Investments para trabalhar em ativos digitais

Um ex-executivo do banco de investimentos britânico Barclays, Chris Tyrer, entrou para a Fidelity Digital Assets, plataforma de criptomoedas da Fidelity Investments, informou a Finance Magnates nesta terça-feira, 30 de abril.

Tyrer começou a trabalhar com ativos digitais para a Fidelity Investments depois de servir por mais de 13 anos no Barclays em posições como head de projetos de ativos digitais, head de negociação de commodities e head de negociação de petróleo global, de acordo com seu perfil no LinkedIn.  

Tyrer e o trader de commodities Matthieu Jobbe Duval tentaram criar uma mesa de negociação de moedas digitais no banco, mas o projeto foi suspenso temporariamente, já que os preços continuaram caindo no final de 2018.

Conforme informado no início de abril, a Fidelity Digital Assets nomeou a ex-chefe de vendas eletrônicas para as Américas do Barclays, Christine Sandler, como head de Vendas e Marketing.

A Fidelity Digital Assets entrou em operação no início de março com um grupo selecionado de clientes. O chefe da empresa, Tom Jessop, disse que eles ainda estavam trabalhando em várias partes da plataforma. Ele observou que enquanto alguns usuários estão na plataforma desde janeiro, outros podem ter que esperar até setembro, já que "realmente depende dos fatos e circunstâncias de cada cliente."

Em fevereiro, a Fidelity Investments recebeu e repassou a Lightning Torch - um experimento voltado para a comunidade cripto com o objetivo de aumentar a conscientização sobre o protocolo e testar sua robustez - para a Blockchain & Crypto Club de Harvard. A passagem da tocha começou quando o usuário do Twitter e entusiasta do Bitcoin (BTC), Hodlonaut, enviou 10.000 satoshis (a menor e indivisível denominação de um Bitcoin) para outro usuário Lightning que, por sua vez,  adicionou outros 10.000 satoshis e os passou adiante.