A mineradora de criptos Hut 8 demite mais funcionários

 

A empresa de mineração Bitcoin canadense (BTC) Hut 8, demitiu funcionários em suas instalações na província de Alberta, a Canadian Broadcasting Corporation (CBC) diz em relatório de 4 de abril.

As instalações de mineração de criptos da Hut 8 em Drumheller e Medicine Hat fazem parte de uma joint venture com a empresa de hardware de mineração de criptos europeia Bitfury.

Um ex-funcionário da instalação Drumheller disse à CBC que foi demitido junto com duas dúzias de colegas em janeiro. Ele afirmou que a empresa reduziu seu pessoal em cerca de 25% no mundo todo, enquanto as equipes em Alberta enfrentaram demissões ainda maiores.

Os cortes no pessoal supostamente vêm como resultado do mercado de urso de 2018 e aumento dos custos de eletricidade na região. No entanto, as reduções de pessoal supostamente superaram as expectativas, com as demissões supostamente respondendo por metade das equipes de operações do data center, diz a CBC.

Fundada em 2017, a Hut 8, com sede em Toronto, teria extraído 7.300 Bitcoin (BTC) até o momento.

Bitfury não confirmou demissões para a CBC, recusando-se a comentar sobre o número de funcionários demitidos nesta semana, ou em janeiro. No entanto, um porta-voz da Bitfury afirmou que as demissões eram parte de um esforço para simplificar as operações.

Hut 8 registrou uma receita recorde no terceiro trimestre de 2018, afirmando que sua receita chegou a US$ 13,5 milhões e US$ 27,7 milhões nos nove meses encerrados em 30 de setembro de 2018. No entanto, também sofreu uma perda operacional líquida de US$ 8,3 milhões.

Recentemente, a empresa de biotecnologia virou empresa de mineração Riot Blockchain relatou uma perda líquida de 2018 de cerca de US$ 58 milhões em seu relatório financeiro.