Reportagem: recente surto do Bitcoin é resultado de sua maturação como um ativo

Novos dados sugerem que o crescimento do Bitcoin (BTC) é explicado por sua maturação como um ativo através de conversas sobre a criptomoeda, de acordo com reportagem da Bloomberg desta quarta-feira, 15 de maio.

A Bloomberg cita um relatório da plataforma de inteligência na web Indexica que desenvolveu um índice baseado no processamento de linguagem natural de documentos textuais, um esforço para explicar o surto recente do Bitcoin.

A pesquisa revelou três principais causas do crescimento da moeda, incluindo conversas sobre o Bitcoin, menores preocupações com fraudes e uma mudança no sentimento sobre como as pessoas falavam do BTC do passado para o futuro. A reportagem afirma que mais especialistas em finanças e acadêmicos estão deliberando sobre o Bitcoin, além das instituições tradicionais que estão levando a cripto mais a sério.

Explicando a questão futura do Bitcoin, Zak Selbert, diretor executivo da Indexica, argumentou: “Pense nisso, os executivos falarão de coisas boas que acreditam que vão acontecer em teleconferências. Eles só mencionam os erros depois.”

No mês passado, o Bitcoin registrou um aumento impressionante, saindo de US$ 5.075 em 15 de abril para o seu preço atual próximo dos US$ 8.178, de acordo com o CoinMarketCap.

Bitcoin - Gráfico de 30 dias. Fonte: CoinMarketCap

Hoje, Erik Voorhees, CEO da exchange de criptomoedas ShapeShift afirmou que a volatilidade observada no mercado do Bitcoin e das altcoins ao longo dos anos é um fenômeno necessário para um ativo emergente, argumentando que as bolhas são uma parte essencial do crescimento da indústria.

O principal mercado de derivativos, o CME Group registrou um volume recorde de negociação em seus futuros de Bitcoin em 13 de maio com a continuação do surpreendente mercado de touro da criptomoeda. Esse número é equivalente a 168.000 BTC (US$ 1,35 bilhão) - um aumento de quase 50% em relação à alta anterior de 22.500 contratos e 112.700 BTC (atualmente US$ 909,2 milhões) de 4 de abril.