'Oportunidade rara' pode fazer preço do Bitcoin atingir US$ 10 mil em dezembro, diz PlanB

Uma volta do Bitcoin (BTC) à casa dos US$ 10.000 já no mês que vem pode parecer improvável, mas não deve surpreender ninguém, diz o criador de um de seus modelos de preços mais precisos.

Em um "tuíte" em 25 de novembro, PlanB, analista do Twitter conhecido por seus gráficos de preços Stock-to-Flow de Bitcoin, sugeriu que o par BTC/USD poderia facilmente voltar aos cinco dígitos antes de 2020.

Plano B: retorno do BTC aos US$ 10.000 "não surpreenderia"

"Pode me chamar de louco, mas não me surpreenderia se o BTC fechasse 2019 acima dos US$ 10.000. Oportunidades como esta (#bitcoin abaixo do valor do modelo S2F, 6 meses antes do halving) são raras", escreveu ele.

Tal aumento significaria que o Bitcoin cresceria 40% em relação aos níveis atuais. Na verdade, isso já está a nosso alcance - no mês passado, o segundo maior salto diário da criptomoeda totalizou cerca de 42%.

PlanB fazia referência ao atual preço do Bitcoin com baixo desempenho aos olhos do Stock-to-Flow. Por US$ 7.100, o par BTC/USD está US$ 1.200 abaixo da estimativa da ferramenta. Como o Cointelegraph informou, ele pede um preço médio de US$ 8.300 até o halving (queda pela metade na recompensa por mineração de BTC) de maio de 2020.

O sentimento de baixa aparecer tão perto do halving também chamou a atenção do estatístico Willy Woo. Na semana passada, Woo observou a qualidade "única" do mercado este ano, observando que os halvings anteriores ocorreram durante uma alta nos preços.

Woo: US$ 8.300 em novembro para evitar baixa no mercado

Respondendo a PlanB, no entanto, Woo disse que o tempo para um impulso até US$ 10.000 já havia acabado:

"Precisávamos fechar acima das 8300 até o final do mês (mais 4 dias), ou provavelmente teremos um dezembro de baixa que vai testar novos mínimos".

Ele acrescentou que 2020 "será um bom ano", independentemente do que acontecer no curto prazo.

Mais incerto foi o capitalista de risco Mike Novogratz, que também pediu a necessidade de uma reversão imediata.

"O gráfico do $BTC precisa voltar à faixa de US$ 7.500 nos próximos dois dias ou estaremos em um intervalo de 6k-7400, o que seria menos do que agradável", escreveu ele no Twitter na terça-feira.

Como o Cointelegraph relatou, os sinais de recuperação chegaram aos mercados na segunda-feira, com o Bitcoin subindo cerca de 11% em relação aos mínimos diários de US$ 6.515. Como é comum, o chamado "hiato de futuros" de US$ 7.200 parecia contribuir para os níveis mais altos sustentados.