UnionBank das Filipinas lança stablecoin com foco em pagamentos

Em uma tentativa de aumentar a inclusão financeira, o UnionBank, com sede nas Filipinas, lançou uma stablecoin atrelada ao peso filipino e focada em pagamentos.

Uma reportagem do PhilStar Global em 26 de julho revelou que a nova criptomoeda apoiada pelos bancos - chamada PHX - está sendo implementada na plataforma i2i do UnionBank.

Bancos rurais e principal rede financeira das Filipinas

O i2i é um acrônimo de ilha para ilha, instituição para instituição e indivíduo para indivíduo e é o nome dado ao sistema de compensação baseado em blockchain que conecta o UnionBank aos bancos rurais do país.

Arvie de Vera, vice-presidente sênior do UnionBank, destacou que o PHX emitido pelo UnionBank foi projetado para funcionar como “uma reserva estável de valor, meio de troca e é um token programável com lógica autoexecutável. Permite a execução transparente e automática dos pagamentos.”

De acordo com o PhilStar Global, as transações de compra, transferência, resgate e remessas internas usando PHX já foram concluídas por três bancos rurais - Summit Rural Bank em Luzon, Progressive Bank em Visayas e Cantilan Bank em Mindanao - na rede i2i.

De Vera acrescentou que a stablecoin resolve os problemas de reconciliação e facilita os problemas de auditoria e conformidade. Inicialmente, a moeda estará disponível para os participantes da rede i2i que podem comprá-la através do débito direto em suas contas do UnionBank.

O PHX também é resgatável sem fricção por pesos, que são então creditados de volta às contas do usuário do UnionBank.

Aumentando acesso aos serviços financeiros

Como observa a reportagem, o UnionBank lançou a stablecoin em apoio à defesa da inclusão financeira digital do Bangko Sentral ng Pilipinas para pessoas e comunidades no país.

No início deste mês, o UnionBank concluiu com sucesso um projeto-piloto de uma remessa transfronteiriça baseada em blockchain das Filipinas para Cingapura, envolvendo o uso da plataforma i2i.

A iniciativa utilizou o fiduciário tokenizado baseado em blockchain para enviar do Banco OCBC de Cingapura para um correntista em um banco rural de Cantilan, como parte do projeto em andamento dos bancos para fornecer a filipinos que não possuam acesso a serviços financeiros.