Medici Ventures braço da Overstock investe US$ 2 milhões na startup Evernym

A Medici Ventures, braço de capital de risco da Overstock, fez um investimento de US$ 2 milhões na Evernym, de Salt Lake City, uma startup que desenvolve sistemas de identificação digital baseado em blockchain

Em um comunidado de imprensa divulgado em 26 de setembro, a Medici investiu US$ 2 milhões na Evernym por meio da participação no Simple Agreement for Future Equity (SAFE) da empresa, fechado em 4 de setembro de 2019. Isso permite que, em uma futura rodada de investimento, a Medici converta sua participação na SAFE em ações preferenciais da Evernym. 

A Evernym está planejando alocar o capital para o desenvolvimento de seus produtos, como a criação de um ecossistema descentralizado de credenciais digitais e redes de identidade baseadas em blockchain. Comentando sobre o assunto, o presidente da Medici Ventures e recentemente nomeado CEO da Overstock.com, Jonathan Johnson, disse:

“A plataforma de Evernym permite que cada pessoa ou organização conectada tenha uma identidade independente. A Evernym preenche o pilar de identidade da Medici Ventures em nosso 'keiretsu' e ajudará a avançar nossas tecnologias de 'governo como serviço' para a população.”

Players do setor e sistemas de identificação

Outros grandes players do setor também estão explorando sistemas de identificação baseados em blockchain. Recentemente, o uPort, protocolo de gerenciamento de identidade, apoiado pela ConsenSys, selou uma parceria com a Onfido e a PwC para desenvolver, no setor financeiro do Reino Unido, um sistema de gerenciamento de identidade baseado em blockchain. 

O governo da Catalunha apresentou o IdentiCAT, um sistema de identidade descentralizado. Os cidadãos que usam o IdentiCAT poderão escolher quais dados estão dispostos a compartilhar com o governo e solicitar que ele armazene uma parte deles e os compartilhe com terceiros.

Em uma entrevista ao Cointelegraph, Alastair Johnson, CEO da Nuggets, plataforma de comércio eletrônico e ID, disse que, ao colocar os usuários na vanguarda do processo, os sistemas de identificação de blockchain podem capacitar indivíduos e reduzir custos para órgãos governamentais:

“Um sistema de identificação blockchain, por outro lado, adota uma abordagem centrada no usuário, eliminando falhas nos pontos centrais, capacitando indivíduos com posse auto-soberana sobre seus dados. Um sistema de identificação blockchain não exigiria que os órgãos do governo armazenassem ou compartilhassem informações pessoais para que indivíduos acessassem os serviços.”