Grupo de 10 empresas globais de petróleo e gás comemoram sucesso no uso da blockchain

Um grupo de dez grandes empresas globais de petróleo e gás, incluindo empresas de grande porte como Chevron e Shell, digitalizou com sucesso alguns processos usando blockchain.

O Oil & Gas Blockchain Consortium (OOC) pilotou com sucesso um sistema baseado em blockchain para votação de Autorização para Despesas (AFE), em parceria com o provedor de tecnologia canadense GuildOne.

De acordo com um anúncio em 18 de dezembro, a proof-of-concept (PoC - prova de conceito) de votação da AFE é a primeira iniciativa desse tipo e pretende permitir que os participantes enviem votos e participem de eleições digitalmente usando a tecnologia blockchain.

Digitalizando processos convencionais baseados em papel

Conforme observado no relatório, as AFEs são usadas no setor de petróleo e gás para aprovar projetos de capital e despesa, além de calcular os interesses de trabalho dos membros de um contrato operacional conjunto. Como a votação da AFE é feita manualmente há anos, a digitalização, baseada em blockchain, pretende reduzir o tempo necessário do processo tradicional, que até hoje era feito em papel.

Especificamente, a PoC visa melhorar o processo de aprovação e fornecer registros imutáveis dos interesses finais, ao mesmo tempo em que reduz erros, usando contratos inteligentes.

Outra prova de que a blockchain pode "transformar atividades de negócios de petróleo e gás"

Rebecca Hofmann, presidente do consórcio OOC, observou que a PoC foi concluída por todos os dez membros do consórcio em menos de quatro meses. Ela destacou que o novo projeto da indústria de petróleo e gás, baseado em blockchain, demonstrou o poder da tecnologia de contabilidade distribuída, bem como sua capacidade de "transformar atividades fundamentais de negócios de petróleo e gás".

O OOC tem como objetivo explorar os benefícios potenciais da tecnologia blockchain na indústria de petróleo e gás, desde o dia em que o consórcio foi estabelecido, em fevereiro de 2019. De acordo com o anúncio recente, o consórcio conta com 10 membros até o momento, incluindo Chevron, ConocoPhillips, Equinor, ExxonMobil, Hess, Marathon, Noble Energy, Pioneer Natural Resources, Repsol e Shell.

Em setembro de 2019, o OOC assinou um contrato com a startup blockchain Data Gumbo, para pilotar um projeto que gerencia e sincroniza dados de águas residuais nos campos de petróleo de Dakota do Norte.